Abrir menu principal
Gnome globe current event.svg
Este artigo ou seção é sobre uma missão espacial atualmente em curso. A informação apresentada pode mudar com frequência. Não adicione especulações, nem texto sem referência a fontes confiáveis. (data da marcação: 17 de setembro de 2019; editado pela última vez em 9 de setembro de 2018) CELstart-rocket.png
Out of date clock icon.svg
Este artigo ou seção pode conter informações desatualizadas em seu conteúdo. Se sabe algo sobre o tema abordado, edite a página e inclua informações mais recentes, citando fontes fiáveis e independentes.
SOLAR-B artists concept.jpg
Concepção artística da sonda Hinode
Propriedades
Massa 700 kg
Missão
Destino Sol


A sonda espacial Hinode foi lançada em 2006 pela Agência Espacial Japonesa - Japan Aerospace Exploration Agency e conta com a colaboração da NASA - National Aeronautics and Space Administration, ESA - European Space Agency e PPARC - Particle Physics and Astronomy Research Council. A Hinode estudará o campo magnético do sol e como a sua energia se propaga ao longo das camadas da atmosfera solar.

MissãoEditar

Hinode foi planejado como uma missão de três anos para explorar os campos magnéticos do sol. Consiste em um conjunto coordenado de instrumentos ópticos, ultravioleta extremo (EUV) e raios x para investigar a interação entre o campo magnético do Sol e sua coroa. O resultado será uma melhor compreensão dos mecanismos que alimentam a atmosfera solar e impulsionam as erupções solares. O espectrômetro de imagem EUV (EIS) foi construído por um consórcio liderado pelo Laboratório de Ciência Espacial Mullard (MSSL) no UK. NASA, a agência espacial dos Estados Unidos, esteve envolvida em três componentes de instrumentos científicos: o Pacote de Plano Focal (FPP), o Telescópio de Raios-X (XRT) e o Espectrômetro de Imagem Ultravioleta Extrema (EIS) e compartilha suporte às operações para planejamento científico e geração de comandos por instrumentos. [1]

Referências