Abrir menu principal

A hipótese de curvatura de Weyl surge na aplicação da teoria da relatividade geral de Albert Einstein à cosmologia física, foi introduzida pelo matemático e físico britânico teórico Sir Roger Penrose em um artigo em 1979,[1] em uma tentativa de fornecer explicações para duas das questões mais fundamentais da física. Por um lado, pretendia explicar um universo que em suas maiores escalas observacionais parece notavelmente espacialmente homogêneo e isotrópico em suas propriedades físicas (e assim pode ser descrito por um modelo de Friedmann-Lemaître simples), por outro lado, há a profunda pergunta sobre a origem da segunda lei da termodinâmica.

Referências

  1. R. Penrose (1979). «Singularities and Time-Asymmetry». In: S. W. Hawking; W. Israel. General Relativity: An Einstein Centenary Survey. Cambridge University Press. pp. 581–638  inis.iaea.org

Ver tambémEditar