Abrir menu principal
Orlando crucif.jpg
Reencenação da crucificação

The Holy Land Experience (HLE) é um parque temático cristão em Orlando, Flórida, Estados Unidos, registrado como associação sem fins lucrativos. O HLE conduz cultos semanais de igreja e estudos da bíblia para o público em geral. O parque temático HLE recria a arquitetura e temas da antiga cidade de Jerusalém no século I d.C. The Holy Land Experience pertence à Trinity Broadcasting Network. Jan Crouch é o diretor e CEO.[1]

Índice

HistóriaEditar

FundaçãoEditar

Marvin Rosenthal, um pastor cristão russo/judeu, adquiriu a propriedade em 1989. Ivanoy fundou a Holy Land Experience e a Zion's Hope,que financiou a construção inicial do parque. O parque foi inaugurado fevereiro de 2001. A Liga de Defesa Judia protestou no Holy Land Experience no dia de sua abertura. O grupo alegou que o propósito do parque era de converter os judeus ao cristianismo, embora Ivanoy tenha negado essas alegações.[2]

The Scriptorium: Centro de Antiguidades BíblicasEditar

Em 17 de agosto de 2002, o museu Holy Land Experience Scriptorium foi aberto. Ele conta com a Coleção Van Kampen de artefatos bíblicos. A coleção inclui pergaminhos antigos, manuscritos e as primeiras edições da Bíblia. A coleção é a quarta maior do tipo. A Coleção Van Kampen foi fundada em 1986 por Robert e Judith Van Kpen. Em 1994, Robert Van Kampen estabeleceu uma biblioteca de pesquisa financiada pela iniciativa privada com o propósito de apresentar a coleção para a comunidade acadêmica bem como para o público em geral. The Scriptorium: Centro de Antiguidades Cristãs, localizado em Grand Haven, MI, abrigava a coleção. Em 2002, a coleção foi realocada em Orlando, onde ficou a cargo da the Holy Land Experience.[3]

Propriedade da Trinity Broadcasting NetworkEditar

 Ver artigo principal: Trinity Broadcasting Network

Em junho de 2007, o Conselho de Diretores da Holy Land Experience vendeu a propriedade para a Trinity Broadcasting Network (TBN), por cerca de $ 37 milhões. A propriedade possuía uma dívida de cerca de $ 8 milhões na época da venda.[4] Na época, a TBM planejava atualizar o parque e usar a propriedade para construir instalações de transmissão Flórida Central e um estúdio de cinema a fim de produzir filmes cristãos.

Em 21 de agosto de 2007, o ex-presidente e membro do conselho Tom Powell pediu demissão de seu cargo para buscar "novos desafios". Quatro pessoas permaneceram no conselho do parque: Paul Crouch Sr., Jan Crouch, Paul Crouch Jr., e Matthew Crouch.[5] Entre 50 e 100 empregados perderam seus empregos quando eles foram cortados da folha de pagamento em outubro de 2007.[4]

Sob a propriedade da TBN, a The Holy Land Experience passou por construções e adição de novas paisagens, exibições, restaurantes e teatros que apresentam música ao vivo e produções teatrais.[6] O parque também introduziu estudos semanas da bíblia, cultos de igreja e demonstrações ao vivo de culinária. A The Smile of a Child Adventure Land foi adicionada às mostras do parque. Este parque para crianças apresenta mostras e atividades para os mais novos, como paredes de escaladas, lojas de brinquedos, teatros infantis e centros de artesanato.

Declaração de missão da Holy Land ExperienceEditar

A HLE é um parque temático e igreja cristão não confessional. Os cultos de igreja e estudos da bíblia são conduzidos por pastores ordenados para o público em geral semanalmente. A HLE é registrada como uma corporação sem fins lucrativos na Divisão de Corporações do Departamento de Estado da Flórida.[7]

Church of All NationsEditar

Em 2001, o auditório Church of All Nations, com 2 mil assentos, foi inaugurado. A instalação conta com apresentações ao vivo e reencenações da paixão e crucificação de Jesus Cristo e a representação da sua ressurreição e ascensão ao céu. As cenas ao vivo do programa de Tv da TBN Praise the Lord também são gravadas nesse estúdio, além de concertos e cultos da igreja.

AtraçõesEditar

Há aproximadamente 40 atrações no parque, incluindo alguns restaurantes e lojas.[8][9]

  • Entrada principal/Portão da cidade: Um arco de pedra modelado inspirando-se no Portão de Damasco e Portão de Jaffa de Jerusalém.
  • Mercado de Rua de Jerusalém: Um mercado do oriente médio, com um poço, e comerciantes de rua que interagem com os visitantes.
  • The Old Scroll Shop: Um exemplo de uma loja do século I d.C.
  • Wilderness Tabernáculo: Um Alto Sacerdote descreve a fé no antigo Israel, culminando na Arca da Aliança.
  • Church of All Nations Prayer Garden: Baseado na Igreja de Todas as Nações construído em 1924 pela Igreja Católica no Monte das Oliveiras em Jerusalém. A tradicional igreja retrata uma seção de pedras onde Jesus teria orado antes de ser capturado.
  • Cavernas de Qumran do Mar Morto: Réplica das cavernas do deserto onde os Manuscritos do Mar Morto foram descobertos.
  • A Vila Judia: Um palco ao ar livre para dramas e musicais.
  • Calvary’s Garden Tomb: Uma réplica do Garden Tomb onde o corpo de Jesus foi colocado.
  • Oasis Palms Café: Um café com uma atmosfera do Oriente Médio.
  • Temple Plaza: Um templo branco e dourado de seis andares, que era o centro da vida religiosa de Jerusalém, serve como um pano de fundo para o Temple Praza. Ele abriga musicais ao vivo, apresentações e eventos.
  • Comunhão da Última Ceia: Os visitantes podem participar da última ceia com Jesus e seus discípulos.
  • Jerusalem Model 66 A.D.: O maior modelo coberto de Jerusalém. Apresentações explicam os marcos da cidade e os dias finais de Cristo.
  • The Shofar Shop: Uma loja de lembranças.
  • Shofar Auditorium: Um local para dramas, musicais e apresentações.
  • The Scriptorium: Uma apresentação da história da Bíblia, incluindo artefatos autênticos antigos de vários lugares do mundo.
  • Living Word Prayer Garden: Jardins para descansar, refletir e orar.
  • Crystal Living Waters: Uma apresentação de águas.
  • The Jesus Boat: Réplica de um barco encontrado no Mar da Galileia que data da época de Cristo.

Status tributárioEditar

Houve uma luta legal de quatro anos sobre impostos sobre propriedade não pagos que o Avaliador de Propriedades de Orange County Bill Donegan alegava que eram devidos. Donnegan defendia que a Holy Land Experience é um parque temático. Ele largou a discussão depois de os legisladores aprovarem uma lei em 2006 concedendo uma isenção tributária para parques temáticos que mostrem, exibam, ilustrem ou interpretem manuscritos bíblicos. Isto seria semelhante à isenção tributária para museus que apresentem informações históricas sobre outros assuntos. A lei evitou que o Condado de Orange coletasse os impostos bem como perddou $ 300 000 em impostos anuais de propriedade. A lei exige que o parque ofereça um dia de entrada livre por ano.[10][11]

Referências

  1. Davis, James D. (2007). «Holyland theme park». Sun Sentinel. Tribune Company. Consultado em 6 de abril de 2009 
  2. «Controversy At Religious Theme Park: Jews Protest, Claim Goal Is To Convert Jews To Christianity». CBS NEWS. CBS Interactive Inc. 5 de fevereiro de 2001. Consultado em 7 de abril de 2009 
  3. «The Van Kampen Collection». Solagroup.org. Consultado em 1 de setembro de 2012 
  4. a b Pinsky, Mark I.; Susan Thompson (21 de outubro de 2007). «Scores lose jobs as Holy Land undergoes extreme makeover: The new owners preach the prosperity gospel while boosting park attendance». Orlando Sentinel. Tribune Company. Consultado em 6 de abril de 2009 
  5. «Holy Land Experience chief resigns 10 weeks into TBN takeover - Carnegie Knight Foundation». Consultado em 3 de novembro de 2014. Arquivado do original em 29 de setembro de 2007 
  6. «Live Shows 2012». The Holy Land Experience. Consultado em 1 de setembro de 2012. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2014 
  7. «Department of State». www.sunbiz.org. Consultado em 1 de setembro de 2012 
  8. «Seasonal Hours». The Holy Land Experience. Consultado em 1 de setembro de 2012. Arquivado do original em 25 de dezembro de 2014 
  9. «Holy Land Experience Park Map» (PDF). Consultado em 27 de abril de 2013. Arquivado do original (PDF) em 10 de fevereiro de 2014 
  10. «Holy Land Experience gains ground for growth: Small attraction buys adjacent office park». Orlando Business Journal. 9 de janeiro de 2009. Consultado em 6 de abril de 2009 
  11. Kassab, Beth (29 de junho de 2009). «Holy Land free day still a mystery». Orlando Sentinel. Consultado em 7 de outubro de 2009 

NotasEditar

Ligações externasEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Holy Land Experience