Abrir menu principal
Homo hop
Origens estilísticas West Coast hip hop, teoria queer, terceira onda do feminismo, pop-rap, bounce
Contexto cultural década de 1990, Estados Unidos


Homo hop, que também pode ser chamado de hip hop LGBT é um gênero musical do hip hop executado por artistas LGBT. Foi descrito como "um movimento global de rappers e MCs de hip-hop gays e determinados fãs com o intuito de destacar sua reivindicação em um gênero muitas vezes associado com a homofobia e letras anti-gay."[1] Eventos notáveis ​​na história do homo hop incluem o PeaceOUT World Homo Hop Festival, que foi fundado em 2001[2] e montado por vários anos no costas Leste e Oeste dos EUA, e o documentário de 2006, Pick Up the Mic. Exemplos de tais canções do gênero incluem "BEN", canção de Adair Lion, que utiliza samples de "Ben" de Michael Jackson, e "Animal Style", de Murs. Frank Ocean, um dos integrantes do grupo de hip hop de Los Angeles OFWGKTA, recentemente assumiu ser bissexual.

ArtistasEditar

Referências

  1. Chonin, Neva (16 de dezembro de 2001). «Hip to homo-hop: Oakland's D/DC fuses gay and black identities with eyebrow-raising rhyme». San Francisco Chronicle. p. PK - 54. Consultado em 19 de novembro de 2008 
  2. Thomas, Devon (12 de julho de 2004). «'Homo-Hop' Has a Say». Newsweek. p. PK - 54. Consultado em 19 de novembro de 2008