Horror punk

Horror punk
Pioneiros do horror punk, Misfits, ao vivo em 1998
Origens estilísticas
Contexto cultural Final da década de 1970 nos Estados Unidos
Instrumentos típicos Vocais - Guitarra elétrica - Baixo - Bateria - Teclados
Popularidade Underground. Com exceção da banda Misfits, poucas bandas conseguiram sucesso comercial.
Subgêneros
Horror hardcore
Gêneros de fusão
GothabillyHorror glam
Formas regionais
Inglaterra - Costa Leste dos Estados Unidos

Horror punk (ou horror rock) é um estilo musical do punk rock que surgiu no final da década de 1970 nos Estados Unidos. Mistura a essência sonora agressiva do punk rock com imagens, letras mórbidas e violentas, muitas vezes influenciadas por filmes de terror, filmes B, zumbis ou de ficção científica. O gênero às vezes se sobrepõe ao death rock, embora o death rock se incline mais para um som gótico atmosférico, enquanto o horror punk se inclina para um som punk mais caricato e menos atmosférico. A música do horror punk é tipicamente mais agressiva, rápida e melódica do que o death rock, possuindo influências do gênero doo-wop, com coros vocais aliados a temática de terror.

Visualmente, as bandas de horror punk apostam em visuais característicos de filmes de terror, sendo que a aparência com um estilo “punk morto-vivo” é aquela mais adotada; de forma geral, procura-se uma estética ao mesmo tempo macabra e bem humorada. A banda Misfits inventou inclusive um tipo de corte de cabelo, que se tornou conhecido como devilock.

OrigemEditar

Tudo começou com uma banda de New Jersey chamada Misfits, em 1977, logo no início da era do punk rock. A banda tinha um som agressivo e suas letras eram voltadas para o horror, violência, zumbis, alienígenas, monstros e outras criaturas. No começo a formação da banda era Glenn Danzig como vocalista e tecladista, Jerry Caiafa (Jerry Only) no baixo e Manny na bateria (não havia guitarrista nesta fase).

Em 26 de junho de 1979, o Misfits lançou o single "Horror Business", contendo três faixas. As primeiras impressões de "Horror Business" consistiu em 25 cópias promocionais em vinil preto de 7" polegadas e 2.000 cópias em vinil amarelo para venda.[1][2]Algumas dessas cópias continham um texto informativo que afirmava que a banda havia gravado as músicas em uma casa mal-assombrada, e esse era o motivo de haver estranhos ruídos e vozes inexplicáveis ​​ao fundo. No entanto, a própria banda desmentiu a história.[1] Devido a um erro de fabricação, uma quantidade desconhecida de cópias continha a música Horror Business nos dois lados do disco sobreposta às músicas Teenagers from Mars e Children in Heat no lado b, e alguns encartes também tiveram a capa traseira original adulterada.[2]

Após o fim temporário do Misfits em 1983, o estilo de música foi meio esquecido através dos anos, até que o Misfits voltou com a nova formação em 1995 e com ainda mais temas de terror, com Michale Graves (Vocal), Jerry Only (Baixo), Dr. Chud (Bateria) e Doyle Wolfgang Von Frankenstein (Guitarra), atraindo milhares de fãs, gravando 2 álbuns e uma série de EPs, demos e gravações especiais para o fã clube da banda. A banda voltou tão forte que fizeram turnês por todo o mundo, assinaram com a gravadora Roadrunner, fizeram participações em vários filmes entre 1995 e 2001 e assim ficaram conhecidos no mundo todo.

Após este acontecimento começaram a surgir bandas do mesmo estilo em todos os lugares do mundo. No Brasil havia o Zumbis Do Espaço, que surgiram em 1995 com influências diretas dos Misfits. Em outros lugares do mundo surgiram bandas como The Other (Alemanha) - Inicio dos anos 2000 / Balzac (Japão) - Inicio dos anos 90, também baseados nos Misfits, DieMonsterDie (EUA) - inicio dos anos 2000, e muitas outras.

Porém mesmo com uma alta quantidade de bandas do mesmo estilo ao redor do mundo, não se havia um termo para o gênero, eram simplesmente chamados de punk rock ou rock gótico, até que em 2003 a gravadora Fiend Force Records da Alemanha, administrada por Rod Usher (Vocalista da banda The Other) reuniu bandas do mundo todo em uma compilação em CD e disco de Vinil, com bandas que misturavam punk rock com letras, influências, visuais baseados em terror, filmes B, quadrinhos e tudo relacionado ao Misfits e a cultura do horror, o nome da coletânea foi This Is Horror Punk, com bandas como: The Spook, The Other, Balzac, The Independents, Mad Sin, Dr. Chud's X Ward, Mister Monster, Blitzkid e muitas outras. Assim não teve mais volta, o gênero passou a ser considerado horror punk no mundo todo e as próprias bandas remanescentes e surgentes se rotulavam como horror punk. A coletânea foi um sucesso e após anos o gênero continuou a ser chamado "horror punk". Depois, a gravadora lançou mais uma coletânea This Is Horror Punk - Vol. 2 em 2005. No Brasil foi lançada uma coletânea chamada Isto É Horror Punk Brasil (Claramente baseada na coletânea Européia This Is Horror Punk).[3]

Ligações externasEditar

https://aminoapps.com/page/brazilian-goth-scene/4213700/this-is-horror-punk-a-historia-do-horror-punk

https://whiplash.net/materias/biografias/225792-misfits.html

Referências

  1. a b (em inglês)«Misfits discography». Misfits.com. Consultado em 7 de novembro de 2008 
  2. a b Von, Eerie (1996). The Misfits box set (Box set liner notes). The Misfits. New York City: Caroline Records. CAR 7529-2.
  3. Apps, Amino. «This Is Horror Punk: A História do Horror Punk». Brazilian​ Goth Scene | aminoapps.com (em inglês). Consultado em 4 de novembro de 2017  zero width space character character in |obra= at position 10 (ajuda)
  Este artigo sobre punk rock é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.