O Hotel Johnscher foi um tradicional hotel localizado no centro da cidade brasileira de Curitiba, estado do Paraná.[1]

Hotel Johnscher
Hotel Johnscher
Hotel Johnscher
Informações
Localização BrasilCuritiba Brasil
Inauguração 1917
Fechamento 1975 (58 anos)
Proprietário Francisco Lourenço Johnscher
Andares 3
Restaurantes 1

Seu edifício pertence à municipalidade e hoje é uma unidade de uma rede de hotéis, que por meio de licitação restaurou o imóvel mantendo a fachada e a arquitetura original.[2]

História editar

A família Johnscher, imigrantes alemães e proprietários de uma hospedaria no município de Paranaguá, mudou-se para Curitiba no início de 1917, a fim de explorar um importante eixo hoteleiro da década de 1910. Trata-se da rua Barão do Rio Branco, que até 1912 denominava-se "Rua da Liberdade", então o caminho natural de passageiros que utilizavam a Estação Ferroviária de Curitiba, onde atualmente está instalado o Shopping Estação. Na mesma via encontravam-se os principais prédios públicos da cidade, tanto da administração municipal como estadual.

Os Johnscher assumiram a administração do então "Hotel Paris", instalado no imóvel da família Parolim. A primeira tarefa dos novos proprietários foi a mudança do nome, pois sua reputação não era boa. Com o passar dos anos e algumas reformas, o prestígio elevou-se para um dos mais importantes estabelecimentos do sul do país.[3]

Foi um dos pioneiros a contar com rede de telefonia interna, água quente e fria encanada, lavanderia própria a vapor, câmara frigorífica, entre outras benfeitorias. Sua clientela nos primeiros anos era a de comerciantes em viagens de negócios.[4]

Sob a administração de Francisco Lourenço Johnscher, o hotel chegou ao seu ápice nas décadas de 40 e 50, quando já era referência de qualidade e recebia personalidades de diversas áreas.[5]

Sua Ceia de Natal virou tradição, bem como seu restaurante, que atendia à elite curitibana.

Após a morte de Francisco Johnscher, em 1962, a administração permaneceu com a família até 1975, quando encerrou suas atividades.[6]

Novo hotel e arquitetura editar

O prédio do Hotel Johnscher permaneceu fechado por aproximadamente vinte anos e sofreu grande deterioração. Em 1995 foi doado pela família ao município de Curitiba, que abriu processo licitatório para concedê-lo à iniciativa privada, como forma de preservar o patrimônio histórico, classificado como UIP (Unidade de Interesse de Preservação).

A rede San Juan de Hotéis assumiu em 2002 a responsabilidade de reformar e explorar, por 35 anos, o imóvel. Nas obras foram mantidas as linhas e a arquitetura eclética dos prédios do início do século XX, em um sobrado de três pavimentos e de aproximadamente 610 metros quadrados de área construída.

Hoje o hotel mescla a tradição dos anos dourados, como mobiliário de época e lareira no amplo saguão, com as instalações modernas e confortáveis das suítes.[7]

Referências

  1. Histórico hotel de Curitiba - Johnscher Paraná-Online - nos 320 anos de Curitiba (29/03/13)
  2. «Restauro traz de volta o glamour do Hotel Jonhscher | Notícias, Paraná». Tribuna PR - Paraná Online. 25 de maio de 2002. Consultado em 2 de julho de 2020 
  3. «085 – Hotel Johnscher – Arquivo Arquitetura». Consultado em 11 de julho de 2022 
  4. «Antigos e históricos hotéis da Rua Barão do Rio Branco». www.turistoria.com.br. 10 de junho de 2022. Consultado em 11 de julho de 2022 
  5. «Quem foi: Francisco Lourenço Johnscher | Curitiba Space - Sinta a sua cidade». Curitiba Space. 1 de setembro de 2016. Consultado em 11 de julho de 2022 
  6. «História da Hotelaria no Brasil» (PDF). Consultado em 11 de julho de 2022 
  7. Londrina, Folha de. «Hotel resgata o glamour do início do século XX». Folha de Londrina. Consultado em 2 de julho de 2020 

Bibliografia editar

  • FENIANOS, Eduardo Emílio. Boqueirão, Alto Boqueirão e Hauer – Gigantes Pela Própria Natureza: Coleção Bairros de Curitiba, vol.22. Curitiba: Ed. UniverCidade, 2000. 52p
  • CARVALHO, D.A. Das Casas de Pastos aos Restaurantes: Os Sabores da Velha Curitiba (1890-1940). Curitiba: 2005. Dissertação (Mestrado em História) - Setor de Ciências Humanas, Letras e Artes, UFPR