Abrir menu principal
Hubert Howe Bancroft
Nascimento 5 de maio de 1832
Granville, Ohio
Morte 2 de março de 1918 (85 anos)
Walnut Creek, Califórnia
Nacionalidade Estados Unidos
Ocupação historiador, etnólogo

Hubert Howe Bancroft (Granville, 5 de maio de 1832 – Walnut Creek, 2 de março de 1918) foi um historiador e etnólogo americano, que escreveu, publicou e colecionou trabalhos sobre o Oeste Americano, Texas, Califórnia, Alasca, México, América Central e Colúmbia Britânica.

Índice

BiografiaEditar

JuventudeEditar

Hubert Howe Bancroft nasceu em Granville, Ohio, filho de Azariah Ashley Bancroft e de Lucy Howe Bancroft. As famílias Howe e Bancroft vieram originalmente dos estados de Vermont e Massachusetts, respectivamente.[1] Os pais de Bancroft eram abolicionistas e a casa da família servia de estação para a Underground Railroad.[2]

Bancroft frequentou a Academia Doane em Granville por um ano, e então se tornou funcionário da livraria de seu cunhado em Buffalo, Nova Iorque.[3]

Mudança para a CalifórniaEditar

 
Casa onde nasceu Bancroft, Granville, Ohio

Em março de 1852, Bancroft recebeu um estoque de livros para vender e foi enviado para a próspera cidade californiana de São Francisco para estabelecer um escritório regional da empresa na costa oeste.[1] Bancroft foi bem sucedido na construção de sua empresa, entrando para o mundo das publicações.[1] Ele também se tornou um colecionador de livros, formando uma coleção numerada em dezenas de milhares de volumes.[1]

Em 1868, renunciou ao seu negócio em favor de seu irmão, A. L. Bancroft. Acumulou uma grande biblioteca de material histórico e abandonou os negócios para dedicar-se inteiramente à escrita e publicação de história.[4]

A biblioteca de Bancroft consistia de livros, mapas e documentos impressos e manuscritos, incluindo um grande número de narrativas ditadas a Bancroft ou a seus assistentes por pioneiros, colonos e estadistas. A indexação dessa vasta coleção empregou seis pessoas por dez anos. A biblioteca foi transferida em 1881 para um edifício à prova de fogo, e em 1900 contava com cerca de 45.000 volumes.[4]

Ele desenvolveu um plano para publicar uma história em 39 volumes de toda a região da costa do Pacífico da América do Norte, desde a América Central até o Alasca. Empregou colaboradores para o trabalho preliminar, revisou tudo e escreveu os capítulos mais importantes. Em 1886, o estabelecimento editorial de A. L. Bancroft & Company pegou fogo, e as folhas de sete volumes da história que ele havia escrito foram destruídas.[4]

Informações pessoaisEditar

O primeiro casamento de Bancroft foi com Emily Ketchum em 1859. Eles tiveram uma filha, que nasceu em 1859, chamada Kate. Emily morreu no parto em 1869. Bancroft se casou novamente em 1879. Sua segunda esposa foi Matilda Coley Griffing, com quem teve quatro filhos.[1]

Embora não tivesse cursado ensino superior, em 1875, Bancroft recebeu um diploma honorário de Mestre em Artes da Universidade Yale, em reconhecimento ao seu trabalho histórico sobre as "Raças Nativas dos Estados do Pacífico".[5] Ele também foi eleito membro da American Antiquarian Society em 1875.

MorteEditar

Hubert Howe Bancroft morreu em 2 de março de 1918, em sua casa de campo em Walnut Creek, Califórnia.[6] A "peritonite aguda" foi apontada como a causa da morte em reportagens publicadas de jornais.[5][7][8] Bancroft tinha 85 anos na época de sua morte. Seu corpo foi enterrado no Cypress Lawn Memorial Park, em Colma, Califórnia.

LegadoEditar

 
Biblioteca Bancroft - Universidade da Califórnia, Berkeley

No final do século XIX, determinou-se que grande parte do trabalho do qual Bancroft reivindicava a autoria de fato tinha sido escrito por outros. Isso manchava seu legado aos olhos de alguns eruditos, com base no princípio "falso em uma coisa, falso em todos".[9][10] O Salt Lake Tribune chamou-o de "pirata do cérebro de outras pessoas" em 1893.[11]

A Biblioteca Bancroft na Universidade da Califórnia em Berkeley, em homenagem a ele, foi fundada quando a Universidade da Califórnia comprou sua coleção de livros de 60.000 volumes em 1905. Bancroft também é o homônimo de Bancroft Way em Berkeley, Califórnia.[5]

 
Bancroft House, Spring Valley CA

Em 1885, Bancroft comprou uma fazenda com uma casa de adobe localizada em Spring Valley, no condado de San Diego, como lar para idosos. A Hubert H. Bancroft Ranch House é agora um Marco Histórico Nacional. Além disso, parte de uma propriedade que Bancroft comprou por volta de 1880 no condado de Contra Costa, na Califórnia, tornou-se depois o Ruth Bancroft Garden, quando três acres do restante das terras da fazenda foram dados pelo neto de Bancroft, Philip, a sua esposa, Ruth Bancroft.[12]

Várias escolas receberam o nome de Bancroft, incluindo: Long Beach Unified School District (Long Beach, Califórnia), Bancroft Middle School (Los Angeles, Califórnia), Hubert H. Bancroft Elementary School em Sacramento, Bancroft Elementary School em Andover, Massachusetts,[13] e Bancroft Community School em Spring Valley, Califórnia.[14]

Um arquivo da correspondência da família Bancroft, coletado por sua filha Kate, faz parte das Coleções e Arquivos Especiais da Biblioteca Geisel da Universidade da Califórnia, em San Diego.[15]

Recollections of Hubert Howe Bancroft and the Bancroft Family, uma entrevista da história oral com Margaret Wood Bancroft, viúva do filho de Bancroft, Griffing, está disponível no Escritório Regional de História Oral da Biblioteca Bancroft na Universidade da Califórnia em Berkeley.[16]

Obras publicadasEditar

Os trabalhos escritos de Bancroft incluem o seguinte, com o conjunto de 39 volumes de Os trabalhos de Hubert Howe Bancroft (pub. 1874-1890):[17]

Nota sobre métodos de produçãoEditar

Bancroft fez uso de fichas catalográficas na organização e compilação de fatos para sua longa e maciça série de volumes históricos.[6] No curso de sua organização de material de fonte e escrita, Bancroft fez uso de dezenas de assistentes de pesquisa, as contribuições de alguns dos quais atingiram o nível de coautores.[6]

Originalmente ele parece ter pretendido usar seções tópicas da escrita produzidas por seus assistentes como a base de uma narrativa ampla que ele mesmo escreveria, mas à medida que o trabalho progrediu ele passou a usar as declarações como elas eram, com apenas pequenas mudanças. Ele disse que seus assistentes eram investigadores capazes e há evidências de que alguns deles mereceram sua confiança; Frances Fuller Victor, em particular, era um autora conhecida. No entanto, sua falha em reconhecer cada contribuição criou dúvidas sobre a qualidade do trabalho. No geral, embora Bancroft se considere o autor de suas obras, em termos contemporâneos é mais preciso considerá-lo um editor e compilador.[22]

Nem Bancroft, nem a maioria de seus assistentes, tiveram treinamento suficiente para evitar declarar suas opiniões pessoais e entusiasmos, mas seus trabalhos foram geralmente bem recebidos em seu tempo. O historiador Francis Parkman elogiou The Native Races, de Bancroft, na North American Review, mas Lewis Henry Morgan foi mais crítico, baseado em sua recém publicada teoria da cultura indiana, em um artigo chamado Montezuma's Dinner. A resposta de Bancroft à crítica de Morgan sugere que ele não entendia a teoria de Morgan, que agora é geralmente aceita pelos estudiosos.

Notas

  1. a b c d e Men and Women of America: A Biographical Dictionary of Contemporaries. Nova Iorque: L.R. Hamersly and Co., 1910; p. 87.
  2. «Bancroft House, The Council of Independent Colleges». Consultado em 12 de junho de 2016 
  3. Ann Natalie Hansen, "Hubert Howe Bancroft, Historian of the West," The Historical Times: Newsletter of the Granville, Ohio, Historical Society, vol. 9, no 4. (Fall 1997).
  4. a b c e John Fiske, James Grant Wilson. «Bancroft, Hubert Howe». Appletons' Cyclopædia of American Biography (em inglês). 1 1900 ed. Nova Iorque: D. Appleton and Company. p. 156 
  5. a b c "H.H. Bancroft, Historian, is Summoned: Greatest Writer of California's Achievements is Stricken at Home," Oakland Tribune, vol. 139, no. 11 (3 de março de 1918), pp. 27, 30.
  6. a b c "H.H. Bancroft, Historian, Dies at Age of 85: Prolific American Writer Passes Away at His Home in Walnut Creek," San Francisco Chronicle, vol. 112, no. 47 (3 de março de 1918), p. 1.
  7. https://cdnc.ucr.edu/cgi-bin/cdnc?a=d&d=RDP19180304.2.78&srpos=4&e=01-03-1918-11-11-1918--en--20--1--txt-txIN-Bancroft-------1
  8. https://cdnc.ucr.edu/cgi-bin/cdnc?a=d&d=SRPD19180303.2.7&srpos=9&dliv=none
  9. Morris, William Alfred (1903). «The Origin and Authorship of the Bancroft Pacific States Publications: A History of a History (part 1)». Oregon Historical Quarterly. Vol. 4 
  10. «Hubert Howe Bancroft obituary». Oregon Historical Quarterly. Março de 1918 
  11. Salt Lake Tribune, Feb. 16, 1893 (como citado por Morris, acima)
  12. Silver, Johanna (2016). The Bold Dry Garden: Lessons from the Ruth Bancroft Garden. Portland, Oregon: Timber Press. ISBN 9781604696707 
  13. http://www.aps1.net/index.aspx?nid=69
  14. http://www.lmsvsd.k12.ca.us/Domain/9
  15. «Register of Bancroft Family Correspondence, - MSS 39». libraries.ucsd.edu. Consultado em 7 de junho de 2015 
  16. Bancroft, Margaret Wood; Hart, James D.; Smith, Virginia M.; Baum, Willa K. (1980). Recollections of Hubert Howe Bancroft and the Bancroft family : oral history transcript / and related material, 1977-1980. Berkeley: Regents of the University of California 
  17. Historical Works of Hubert Howe Bancroft. Internet Archive (acessado em 24 de setembro de 2012)
  18. Doyle, John Andrew (1888). «Review: The History of the Pacific States (Oregon)». The English Historical Review 
  19. «Review of History of Alaska by Hubert Howe Bancroft». Science. VII (164): 292. 26 de março de 1886 
  20. Library of Congress online text (retrieved 29 October 2010)
  21.   Vários autores (1911). «Bancroft, Hubert Howe». In: Chisholm, Hugh. Encyclopædia Britannica. A Dictionary of Arts, Sciences, Literature, and General information (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) 
  22. «Biography of Hubert How Bancroft». The Book Of Wealth (em inglês). 19 de fevereiro de 2015. Consultado em 7 de julho de 2018 

Referências

  •   Vários autores (1911). «Bancroft, Hubert Howe». In: Chisholm, Hugh. Encyclopædia Britannica. A Dictionary of Arts, Sciences, Literature, and General information (em inglês) 11.ª ed. Encyclopædia Britannica, Inc. (atualmente em domínio público) .
  • Allibone, Samuel Austin (1900). «Bancroft, Hubert Howe». Appletons' Cyclopædia of American Biography (em inglês). 1. Nova Iorque: D. Appleton & Company. p. 156 
  • Beach, Chandler Belden (1914). «Bancroft, Hubert Howe». The New Student's Reference Work (em inglês). 1. Chicago: F. E. Compton and Company. p. 166 
  • John Walton Caughey, Hubert Howe Bancroft: Historian of the West. Berkeley, CA: University of California Press, 1946.
  • Harry Clark, A Venture in History: The Production, Publication, and Sale of the Works of Hubert Howe Bancroft. Berkeley, CA: University of California Press, 1973.

Ligações externasEditar