Abrir menu principal

Inibidor da enzima de conversão da angiotensina

(Redirecionado de IECA)

Os inibidores da enzima conversora de angiotensina ou IECAs são fármacos usados no tratamento da hipertensão arterial, ou seja, são agentes anti-hipertensivos.

FarmacologiaEditar

Os IECAs são compostos que inibem a enzima conversora da angiotensina que converte a angiotensina I em angiotensina II. A angiotensina II é um potente vasoconstritor e estimula a produção de aldosterona, a qual promove retenção de sódio e água nos túbulos renais, aumentado a volemia. A enzima conversora da angiotensina é estimulada pela renina secretada pelos rins, em resposta à diminuição da sua perfusão sanguínea. Ao inibir essa enzima, os IECAs produzem vasodilatação periférica, diminuindo a pressão arterial.

A enzima de conversão de angiotensina é uma Cininase, isto é, igualmente responsável pela degradação das cininas, como a bradicinina, que são vasodilatadoras. Alguns dos efeitos não desejados dos IECAs, como a tosse, são devidos ao acúmulo destas cininas. Entretanto, o efeito vasodilatador da bradicinina é atualmente investigado como coadjuvante na efetividade dos inibidores da enzima de conversão.

EfeitosEditar

  • Diminui a pressão arterial: efeito mais pronunciado para pressões altas que para pressões normais.

Efeitos adversosEditar

Usos clínicosEditar

Referências

  1. a b Bakris G L (2009). «Is blockade of the renin-angiotensin system appropriate for all patients with diabetes?». Journal of the American Society of Hypertension. 3 (5): 288-290. doi:10.1016/j.jash.2009.07.001 

Ver tambémEditar