Abrir menu principal

Ichijō Kaneyoshi

nobre japonês
Ichijō Kaneyoshi
一条 兼良
Daijō Daijin
Dados pessoais
Nascimento 7 de junho de 1402
Morte 30 de abril de 1481 (78 anos)
linkWP:PPO#Japão

Ichijō Kaneyoshi ( 一条 兼良 14021481, também chamado de Ichijō Kanera [1] e de Go-shō-on-ji Kanpaku [2]. ?) membro da Corte durante o período Muromachi da História do Japão [3]

VidaEditar

Este membro do Ramo Ichijō do Clã Fujiwara foi segundo filho de Ichijō Tsunetsugu.

CarreiraEditar

Serviu os seguintes imperadores : Imperador Shoko (1412-1428); Imperador Go-Hanazono (1428-1464); Imperador Go-Tsuchimikado (1464-1481)

Kaneyoshi ingressou na corte em 1412 no governo do Imperador Shoko, ele assumiu o lugar de seu irmão mais velho Ichijō Tsunesuke , que apesar da juventude era muito doente e foi incapaz de assumir posições administrativas. Kaneyoshi galgou rapidamente a hierarquia em 1414 foi promovido a Chūnagon , e em 1416 foi promovido a Dainagon.

Kaneyoshi foi nomeado como Naidaijin em 1421, promovido a Udaijin em 1424 e, em seguida a Sadaijin de 1429 a 1432. Em 1432 ele se tornou Sesshō (regente) do jovem Go-Hanazono e Nairan (o secretário do Imperador, responsável por analisar os documentos antes do Imperador a ler) , mas renunciou dois meses depois devido à pressão de seu primo Nijō Mochimoto que fora Kanpaku do Imperador anterior e usou sua forte influência na Corte para recuperar a regência imperial [3].

Apesar de ter sido marginalizado dos cargos administrativos, Kaneyoshi se desenvolveu como um grande estudioso e participou de concursos de poesia patrocinados pelo shogunato Ashikaga. Em 1455 organizou o Nihonshoki Sanso, uma edição especial com anotações para o Nihon Shoki (日本書紀 Crônicas do Japão?).

Com a morte de Mochimoto em 1445, Kaneyoshi volta a ocupar cargos políticos dentro da Corte. Entre 1446 - 1450, ocupa o cargo de Daijō Daijin, em 1447 foi nomeado Kanpaku de Go-Hanazono até 1453. Em 1467, foi reconduzido ao cargo de Kanpaku desta vez do Imperador Go-Tsuchimikado (até 1470).

Poucos meses mais tarde ocorre a Guerra de Ōnin, e como resultado das batalhas desta ocorridas na região a residência dos Ichijō e a sua biblioteca, considerada como a melhor de sua época, foram queimadas [4]. Depois disso em 1468 Kaneyoshi decide sair de Quioto e se mudar para o templo Kofuku-ji de Nara , pois seu filho Jinson era o Daijō-in do templo. Durante este auto-exílio, Kaneyoshi continuou suas atividades literárias publicando o Kacho Yosei , uma edição especial com anotações para o Genji Monogatari [1]. A convite de Saitō Myōchin , daimio da província de Mino , publicou o diario Fujiwara no Ki em 1473. Nessa mesma época decide abandonar os cargos na Corte e se tornar um monge budista ( Biku ), passando a se chamar Kakue ( 覚恵 ) .

Após a guerra civil em 1477, voltou a Quioto e recebeu a proteção do shogun Ashikaga Yoshihisa e sua mãe Hino Tomiko ; em troca, ajudou a ensinar o joven shogun [3]. Em seus últimos anos se tornou um muito hábil em questões relativas à corte imperial, e também especialista no estudo do waka , do renga e do teatro Noh . Em 1478 publicou o Bunmei Ittō-ki , um manual de ética política para membros da Corte e expõem seis pontos sobre os deveres de um príncipe. Através de estudos clássicos, ele compilou vários estudos de caráter neo-confucionista com um certo racionalismo correspondência entre o confucionismo, Budismo e Xintoísmo [3].

Kaneyoshi veio a falecer em 1481 e seu túmulo está atualmente no templo Tofuku-ji de Quioto.

Kaneyoshi teve vários filhos, incluindo Ichijō Norifusa [2], Ichijō Fuyura (Fuyuyoshi) que será adotado por Norifusa e o monge Jinson.




Precedido por
Ichijō Tsunetsugu
  -- 7º Líder dos Ichijō Fujiwara
(1418 - 1468)
Sucedido por
Ichijō Norifusa
Precedido por
Nijō Mochimichi
Kanpaku
(1467 - 1470)
Sucedido por
Nijō Masatsugu
Precedido por
Konoe Fusatsugu
Kanpaku
(1447 - 1453)
Sucedido por
Takatsukasa Fusahira
Precedido por
Nijō Mochimoto
Sesshō
(1432)
Sucedido por
Nijō Mochimoto
Precedido por
Nijō Mochimoto
69º Daijō Daijin
(1446 -1450)
Sucedido por
Koga Kiyomichi
Precedido por
Nijō Mochimoto
112º Sadaijin
(1429 -1432)
Sucedido por
Ashikaga Yoshinori
Precedido por
Sanjō Kinmitsu
156º Udaijin
(1424 -1429)
Sucedido por
Konoe Fusatsugu
Precedido por
Ōinomikado Muneuji
Naidaijin
(1421 -1424)
Sucedido por
Tōin Mitsusue


Referências

  1. a b Odagiri Hiroko, Earl Roy Miner e Robert E. Morrell, The Princeton Companion to Classical Japanese Literature (em inglês) Princeton University Press, 1988 p. 167 ISBN 9780691008257
  2. a b Louis Frederic; Álvaro David Hwang. O Japão: Dicionário e Civilização (em português) Globo Livros p. 743. ISBN 8525046167
  3. a b c d Thomas F. Cleary, Training the Samurai Mind: A Bushido Sourcebook (em inglês) Shambhala Publications, 2008 pp.25 - 30 ISBN 9781590305720
  4. Donald Keene, Yoshimasa and the Silver Pavilion: The Creation of the Soul of Japan (em inglês) Columbia University Press, 2006 p. 13 ISBN 9780231130578
  Este artigo sobre História do Japão é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.