Ichneumonoidea

A superfamília Ichneumonoidea é um grande grupo de vespas primariamente parasitóides (ou seja, cujos ovos se desenvolvem como parasitas no corpo de outros artrópodes, particularmente estágios imaturos).

Como ler uma infocaixa de taxonomiaIchneumonoidea
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Hymenoptera
Subordem: Apocrita
Superfamília: Ichneumonoidea
Famílias
Braconidae

Ichneumonidae

Compreende atualmente as duas maiores famílias de Hymenoptera: Ichneumonidae e Braconidae, além de alguns grupos extintos. Juntos, esses táxons somam cerca de 40.000 espécies descritas e mais de 100.000 estimadas. São insetos extremamente abundantes no mundo todo, de grande variação morfológica e imensa importância ambiental.

Características diagnósticasEditar

Veias C e R da asa anterior adjacentes ou fundidas, com a veia C ausente ou quase ausente apicalmente; antena com mais de 11 flagelômeros; trochantellos presentes; Primeiro esternito metasomal dividido ao meio, com porção apical altamente esclerificada; mandíbula geralmente com dois dentes, primeiro tergito metasomal geralmente com depressão lateral (glymma) na metade anterior (Wahl & Sharkey, 1993).

BiologiaEditar

A maioria dos Ichneumonoidea é de parasitóides que atacam principalmente larvas e pupas de insetos holometábolos, exceto Megaloptera e Siphonaptera; alguns parasitam também ovissacos de aranhas e pseudoescorpiões ou ninfas de insetos hemimetábolos.

A condição primitiva nos Ichneumonoidea é o ectoparasitismo, em que as larvas vivem na superfície do hospedeiro e se alimentam através de uma ferida no tegumento. Muitas espécies injetam veneno antes da deposição dos ovos, em alguns casos levando à paralisia temporária ou permanente, ou mesmo à morte do hospedeiro. Endoparasitismo evoluiu diversas vezes independentemente em Ichneumonoidea (Wahl & Sharkey, 1993).

Além da divisão Ectoparasitas x Endoparasitas, a biologia dos Ichneumonoidea pode ser dividida em idiobiontes e koinobiontes (Askew e Shaw, 1986). Idiobiontes impedem o desenvolvimento do hospedeiro após a oviposição, são geralmente ectoparasitóides e atacam principalmente larvas maduras, pré-pupas e pupas, e injetam veneno que paralisa ou mata o hospedeiro, tornando o hospedeiro um "imóvel pedaço de carne" (Gauld, 1987). Koinobiontes, por outro lado, são geralmente endoparasitóides que permitem ao hospedeiro continuar seu desenvolvimento após a deposição dos ovos, e parasitam estágios larvais iniciais.

Enquanto os Ichneumonidae são vespas predominantemente solitárias, o parasitismo gregário é relativamente comum nos Braconidae. Muitos Ichneumonidae, por outro lado, são hiperparasitas de outros Ichneumonidae ou Tachinidae.

Durante o desenvolvimento, os Ichneumonoidea passam por 3 a 5 estágios larvais; a larva madura é ápoda e lembra as larvas dos Aculeata.

Evolução e relações filogenéticasEditar

Os Ichneumonoidea estão presentes no registro fóssil ao menos desde o Cretáceo Inferior, representados por formas já extintas como Tanychora (Townes, 1973) e Eoichneumonidae (Jell e Duncan, 1986). Em classificações recentes, os Ichneumonoidea têm sido considerados como o grupo-irmão dos Aculeata, as vespas com ferrão (ver [1]).

ReferênciasEditar

  • Askew, R.R. & Shaw, M.R. 1986. Parasitoid communities: their size, structure and development. Pp. 225-264. In: Waage, J. & Greathead, D. Insect parasitoids. Academy Press, London, England. 389 pp.
  • Gauld, I.D. Some factors affecting the composition of tropical ichneuomonid faunas. Biological Journal of the Linnean Society, 30:299-312.
  • Jell, P. A. and P. M. Duncan. 1986. Invertebrates, mainly insects, from the freshwater, Lower Cretaceous, Koonwarra Fossil Bed (Korumburra Group), South Gippsland, Victoria. Mem. Assoc. Australas. Palaeont. 3: 111-205.
  • Townes, H. 1973. Two ichneumonids (Hymenoptera) from the early Cretaceous. Proc. Entomol. Soc. Wash. 75: 216-219.
  • Wahl, D.B. & Sharkey, M.J. 1993. Superfamily Ichneumonoidea. In: Goulet, H. & Huber, J.T. Hymenoptera of the World: An identification guide for families. Agriculture Canada, Ottawa, Canada. 668 pp.