Ietbaraque

Ietbaraque[1] (Yetbarak) foi negus do Reino Zagué no século XIII. Segundo Taddesse Tamrat, era filho de Lalibela.[2]

Ietbaraque
Negus do Reino Zagué
Reinado século XIII
Antecessor(a) Neacueto-Leabe
Sucessor(a) Iecuno-Amelaque
(como imperador)
 
Morte 1285
Pai Lalibela

VidaEditar

A tradição afirma que Ietbaraque subiu ao trono depois que seu pai, o rei Lalibela, retirou a coroa de sua primeira escolha de sucessor, o primo de Ietbaraque, Neacueto Leabe. Taddesse Tamrat argumenta que essa tradição é baseada numa versão oficial dos eventos e teoriza que Neacueto Leabe havia lutado com Ietbaraque pelo trono e, apesar do sucesso inicial, Ietbaraque tornou-se rei no final.[3] Taddesse Tamrat também sugere que era o mesmo indivíduo conhecido na "tradição hagiográfica oficial" como Za-Ilmaquenum, o rei zagué a quem Iecuno-Amelaque matou e sucedeu. Tamrat observa que Za-Ilmaquenum é traduzido como "O desconhecido, o oculto", um "termo esotérico" que "se tornou um mecanismo de fuga útil ao negar que o rei morto por Iecuno-Amelaque tivesse algo a ver com Lasta".[4]

Referências

  1. Silva 1992, p. 285-286.
  2. Tamrat 1972, p. 56n.
  3. Tamrat 1972, p. 62-64.
  4. Tamrat 1972, p. 68, nota 1.

BibliografiaEditar

  • Silva, Alberto da Costa (1992). «10. Etiópia, a Alta». A Enxada e a Lança - A África Antes dos Portugueses. Rio de Janeiro: Editora Nova Fronteira Participações S.A. ISBN 978-85-209-3947-5 
  • Tamrat, Taddesse (1972). Church and State in Ethiopia. Oxônia: Imprensa Clarendon. ISBN 0-19-821671-8