Abrir menu principal
Haile Selassie em 1970.

O Imperador (em ge'ez: ንጉሠ ነገሥት, nəgusä nägäst, "Rei dos Reis") da Etiópia foi o soberano hereditário da Etiópia até a abolição da monarquia, em 1975. O imperador era o chefe de Estado e chefe de governo com poder executivo, judicial e legislativo naquele país. Segundo um artigo da revista americana National Geographic, a Etiópia imperial era "nominalmente uma monarquia constitucional; na verdade [era] uma autocracia benevolente."[1]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Nathaniel T. Kenney, "Ethiopian Adventure", National Geographic, 127 (1965), p. 555.

Ligações externasEditar