Igreja Unida na Austrália

A Igreja Unida na Austrália (Uniting Church in Australia - UCA) é uma denominação religiosa australiana constituída em 22 de junho de 1977, quando muitas das congregações da Igreja Metodista da Australásia, da Igreja Presbiteriana da Austrália e da União Congregacional da Austrália reuniram-se sob uma Base de União.

Port Adelaide Uniting Church

A UCA é o terceiro maior grupo cristão na Austrália (a Igreja Católica Romana e as igrejas anglicanas são maiores), tendo cerca de 243.000 membros em 2.500 congregações.

De acordo com o censo australiano, em 2011 havia 1,065,765 pessoas se identificando com a União das Igrejas na Austrália, fazendo-a a terceira maior denominação depois da Igreja Católica Romana e a Igreja Anglicana.[1]

A UCA é o maior provedor não governamental da Austrália de serviços comunitários e de saúde. Sua rede de serviços é composta por mais de 400 agências, instituições e missões paroquiais, com suas áreas de serviço, incluindo idosos, hospitais, crianças, jovens e familiares, deficiência, emprego, socorro emergencial, abuso de drogas e álcool, desabrigamento de jovens e suicídio. Agências afiliadas incluem a rede comunitária e prestadora de serviços de saúde da UCA, escolas afiliadas, o Congresso Cristão Aborígine e Islander, os Serviços de Fronteirae o UnitingWorld.[2]

OrganizaçãoEditar

A UCA é uma associação nacional, não incorporada de conselhos, cada um dos quais tem responsabilidade pelas funções na igreja. Os conselhos são congregações (locais), presbitérios (regionais), sínodos (estado) e uma assembleia (nacional).

A adesão de cada conselho é estabelecida pela Constituição. Cada conselho inclui Mulheres e Homens, leigos e ordenados. Os gabinetes do presidente da assembleia, moderador do sínodo (que preside esses conselhos) e outros escritórios estão abertos a todos os membros da UCA.

A UCA é uma igreja não episcopal, sem bispos. Liderança e funções pastorais são nominalmente desempenhados por presbitérios, mas na realidade por indivíduos.

TeologiaEditar

Há uma variedade de perspectivas teológicas dentro da UCA, refletindo pluralidade de suas origens (metodista, presbiterianos e congregacionais) e seu compromisso com o ecumenismo. Contudo, observa-se uma forte presença do liberalismo teológico. A UCA deixa a decisão sobre a ordenação de pastores homossexuais às congregações locais.

Ligações externasEditar

  1. http://www.ncls.org.au/default.aspx?sitemapid=2261
  2. "Submission to the Review of the ACNC Legislation" (acnclegislationreview.com.au)