Igreja de Nossa Senhora da Corrente

Penedo

A Igreja de Nossa Senhora da Corrente é uma das edificações católicas da cidade brasileira de Penedo, Alagoas.

Igreja de Nossa Senhora da Corrente
Fachada
Diocese Diocese de Penedo
Geografia
País  Brasil
Região  Alagoas
Coordenadas 10° 17' 26" S 36° 35' 10" O

Tombada pelo IPHAN, possui detalhes arquitetônicos do barroco, rococó e neoclássico, decorada com azulejos portugueses do Império e piso de cerâmica inglês.[1]

Origem editar

Foi iniciada em 1764 pelo capitão-mor José Gonçalo Garcia Reis e concluída por volta de 1790 pelo capitão de ordenança André de Lemos Ribeiro.[2]

A origem do nome do templo é explicada por várias origens, associadas ao imaginário popular. A primeira está associada ao sobrenome de uma das suas benfeitoras, Ana Felícia da Corrente, e à padroeira da igreja, Nossa Senhora, além da proximidade com um rio. Outros acreditam que o nome foi dado pelo português José Gonçalo Garcia Reis, que, conseguindo libertar-se de uma prisão da sua pátria, fugiu para o Brasil e chegou a Penedo ainda com um pedaço da corrente.[2]

Uma versão difundida na cidade sobre a Igreja Nossa Senhora da Corrente afirma que ela possuía um compartimento secreto à esquerda do altar utilizado para esconder os escravos fugitivos.

 
Altar-mor

Detalhes arquitetônicos editar

A igreja tem como elementos decorativos destacáveis o altar-mor, arco-cruzeiro, sanefas e púlpitos. O concheado tem sinuosidade preciosa, colocado sobre um fundo jaspeado com detalhes em vermelho e ouro, valorizado pelo fundo branco e por feixes de luz que chegam da fachada.[3]

Pequenas estátuas portuguesas, em estilo presépio, também são elementos graciosos do conjunto.[3]

Germain Bazin disse que a decoração da igreja é "um conjunto admirável", o que faz do templo, "quase desconhecido", "um dos mais bonitos do Brasil".[3]

Ver também editar

Referências

  1. Cidade de Penedo (AL) é uma das mais antigas do Brasil[ligação inativa] - Via Brasil, 3 de abril de 2010 (visitado em 21-4-2010)
  2. a b PENEDO EM FOCO. Onde Ir, Onde Ficar - Igrejas
  3. a b c BAZIN, Germain. A arquitetura religiosa barroca no Brasil. Rio de Janeiro: Record, 1983. v.2, p.316
  Este(a) artigo sobre capela, igreja ou catedral é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.