Abrir menu principal
Arranjos infrassônicos na estação de monitoramento de infrassom em Qaanaaq, Groenlândia.

Infrassons são ondas sonoras extremamente graves, com frequências abaixo dos 20 Hz, portanto abaixo da faixa audível mais comum do ouvido humano que é de 20 Hz a 20.000 Hz. A norma alemã DIN 45680:2013 - Medição e avaliação de imissões de ruído de baixa frequência, refere que no intervalo de frequências abaixo de 20 Hz não ocorre a normal sensação de audição, porque não existe a percepção de frequência. No entanto, os infrassons não são, em princípio, inaudíveis - em contraste com uma opinião amplamente aceita. O limiar de percepção foi estudado até cerca de 1 Hz.

Ondas infrassônicas podem se propagar por longas distâncias, pois são menos sujeitas às perturbações ou interferências que as de frequências mais altas.

Infrassons podem ser produzidos pelo vento, tornados, erupções vulcânicas e por alguns tipos de terremotos. Os elefantes são capazes de emitir infrassons que podem ser detectados a uma distância de 2 km. Os cães também são capazes de emitir infrassons que podem ser detectados a uma distancia de 500 metros.

É comprovado que os tigres têm a mais forte capacidade de identificar infrassons. Seu rugido emite ondas infrassônicas tão poderosas que são capazes de paralisar suas presas e até pessoas. Há mais de 50 anos é estudada uma forma de usar o infrassom em armas de guerra, já que sua potência pode destruir construções e até mesmo estourar órgãos humanos.

Ver tambémEditar