Ioannis Dragasakis

político grego

Ioannis « Yánnis » Dragasakis (grego Γιάννης Δραγασάκηςé, Lasíti, 1 de janeiro de 1947) [2] é um político grego, do partido SYRIZA. [3][4] Foi Vice-primeiro-ministro do Governo Tsipras (2015-2019). [4] Foi ministro da economia e do desenvolvimento (2018-2019). Foi o único membro do executivo de Alexis Tsipras com experiência governativa e um dos autores do programa económico do partido Syriza. [5]

Ioannis Dragasakis
Γιάννης Δραγασάκης
Ioannis Dragasakis
Vice-primeiro-ministro da Grécia
Período 27 de janeiro de 2015 – 8 de julho de 2019
Primeiro-Ministro Alexis Tsipras
Antecessor(a) Evangelos Venizelos
Sucessor(a) Panagiótis Pikramménos
Ministro da Economia, Desenvolvimento e Turismo
Período 2018 – 2019
Antecessor(a) Dimitri B. Papadimitriou
Sucessor(a) Adonis Georgiadis
Deputado do Parlamento da Grécia
Período 1989, 1996, 2004, 2007
Dados pessoais
Nascimento 1 de janeiro de 1947 (75 anos)
Lasithi, Grécia
Partido SYRIZA
Profissão Economista [1]

VidaEditar

Ioannis Dragasakis estudou Ciência Política e Econômica. Foi deputado do Parlamento Helénico para a Coalizão da Esquerda de Movimentos e Ecologia, em 1989, e desde Coligação da Esquerda Radical (SYRIZA) em 2004 e 2007. Era membro do Comité Central do Partido Comunista da Grécia até 1991, quando renunciou para se juntar Synaspismos. Foi membro do governo Xenofón Zolótas como um vice-ministro da Economia Nacional.[6]

Referências

  1. «Ioannis Dragasakis» (em grego). Parlamento da Grécia. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  2. Pagina oficial do Parlamento Helénico, recuperado em 12 de fevereiro 2015
  3. «Ioannis Dragasakis» (em francês). Parlamento da Grécia. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  4. a b «Tsipras reduce el número de ministerios y Varoufakis será el nuevo ministro de Finanzas» (em espanhol). Expansión.com. Consultado em 29 de janeiro de 2015 
  5. http://www.jn.pt/PaginaInicial/Mundo/Interior.aspx?content_id=4366114
  6. «Grécia: Yannis Dragasakis, o único com experiência governativa no novo executivo». Sol. Consultado em 29 de janeiro de 2015 

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar