Isqueiro

Isqueiro é um dispositivo portátil usado para gerar fogo, patenteado em 1823 pelo químico alemão Johann Wolfgang Döbereiner.

Isqueiro
Zippo-Slim-1968-Lit.jpg
Tipo
Utilização
Uso
IgniçãoVisualizar e editar dados no Wikidata

HistóriaEditar

Os primeiros isqueiros foram pistolas de pederneira convertidas que usavam pólvora. Um dos primeiros isqueiros foi inventado pelo químico alemão Johann Wolfgang Döbereiner em 1823 e muitas vezes chamado de lâmpada de Döbereiner . Este isqueiro trabalhava passando um gás hidrogênio inflamável, produzido dentro do isqueiro por uma reação química, sobre um catalisador de metal de platina que, por sua vez, fazia com que ele incendiasse e emitisse uma grande quantidade de calor e luz.

O patenteamento do ferrocério (Pederneira ) por Carl Auer von Welsbach em 1903 tornou possível os isqueiros modernos. Quando arranhada, produz uma grande faísca, responsável por acender o combustível de muitos isqueiros, e é adequadamente barata para uso em itens descartáveis .

Usando a Pederneira de Carl Auer von Welsbach, empresas como Ronson conseguiram desenvolver isqueiros práticos e fáceis de usar. Em 1910, Ronson lançou o primeiro "Pist-O-Lit" e, em 1913, a empresa desenvolveu seu primeiro isqueiro, chamado "Wonderlite", que era um estilo de isqueiro.

Durante a Segunda Guerra Mundial, os soldados começaram a criar isqueiros de cartuchos vazios. Durante esse período, um dos soldados encontrou um meio de inserir uma chaminé com furos para torná-la mais à prova de vento.[1] Dois isqueiros Zippo , um aberto e outro fechado

O isqueiro e a empresa Zippo foram inventados e fundados por George Grant Blaisdell (Wikipédia em inglês) em 1932. O Zippo era conhecido por sua confiabilidade, "garantia vitalícia" e marketing como "à prova de vento".  A maioria dos primeiros Zippos usava nafta como fonte de combustível.

Na década de 1950, houve uma mudança no combustível de escolha de nafta para butano , Como o butano permite uma chama controlável e tem menos odor. Isso também levou ao uso de faíscas piezoelétricas , que substituíram a necessidade de uma roda de pederneira em alguns isqueiros e foram usadas em muitos isqueiros Ronson.

Nos tempos modernos, a maioria dos isqueiros do mundo é produzida na França, Estados Unidos, China e Tailândia.

FuncionamentoEditar

Com uma roldana de metal rugoso, roda sobre uma pederneira, pressionada contra a roldana por meio de uma mola, para gerar faísca. Com o polegar, num movimento rápido, o utilizador do isqueiro acciona a roldana contra a pedra, deixando cair o dedo sobre uma válvula de gás propano, criando a chama, geralmente regulável. Este modelo, fabricado em plástico e descartável, tem sido o mais comercializado nos últimos tempos.

Entretanto, os isqueiros originais eram metálicos e utilizavam como combustível o fluido (nafta destilada, um derivado do petróleo), um líquido inflamável produzido especialmente para esta finalidade.

 
Esquema de um Isqueiro(em Inglês)

Atualmente, há uma nova geração de isqueiros cuja ignição é produzida eletronicamente e a chama resiste acesa a fortes ventos por ter o gás ejetado sob alta pressão. Tal objeto assemelha-se a um maçarico em miniatura.

O isqueiro é mais utilizado pelos fumantes, (ou fumadores em Portugal), em detrimento do tradicional fósforo, pela sua praticidade.

Licença de isqueiroEditar

Em Portugal, durante o regime de Salazar, as pessoas precisavam de uma licença para o uso de isqueiros. Essa licença, um pequeno papel oficial emitido pelo governo, custava 10 escudos e deveria ser transportado pelo dono do isqueiro. Em caso de falta da licença, o portador do isqueiro era multado em 250 escudos. Se este fosse funcionário do governo ou militar, a multa poderia ser elevada para 500 Escudos.

O dinheiro recolhido das multas, tal como da venda de licenças, era repassado à Fosforeira Nacional. Sendo que, no caso das multas, 30% era destinado ao autuante. Essa porcentagem poderia ser divida com o delator, caso esse existisse.

Essas diretrizes foram instituídas pelo Decreto-lei 28219 de novembro de 1937 e foram abolidas em maio de 1970

Ver tambémEditar

Ligações externasEditar

O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Isqueiro

Referências

  1. Portugal (2012). «Historia do Zippo». Zippo 
  Este artigo sobre um objeto é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.