Abrir menu principal
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde outubro de 2012). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Júlia Cortines
Nascimento 12 de dezembro de 1868
Rio Bonito, Rio de Janeiro
Morte 1948 (80 anos)
cidade do Rio de Janeiro, estado do Rio de Janeiro
Nacionalidade brasileira
Ocupação poeta
Escola/tradição Parnasianismo

Júlia Cortines (Rio Bonito, 12 de dezembro de 1868Rio de Janeiro, 1948) foi uma poeta, e cronista brasileira.

BiografiaEditar

É considerada uma das mais vigorosas poetisas fluminenses do século passado, comparada às ilustres Narcisa Amália e Ibrantina Cardona.

Com pouco mais de 20 anos começou a publicar suas obras, e, em 1894, seu livro intitulado "Versos" alcançou algum sucesso. O segundo, "Vibrações", lançado em 1905 constituiu-se numa revelação para o famoso crítico literário José Veríssimo, que afirmou na época: "Os poemas de Júlia Cortines distanciam-se magnificamente da poesia de água-de-cheiro e de pó-de-arroz da musa feminina brasileira, e revelam em Júlia, mais que uma mulher que sabe sentir, alguém que sente com alma e coração e de forma que disputa primazias com nossos melhores poetas contemporâneos."