Jacetanos

Disambig grey.svg Nota: Este artigo é sobre o povo de Aragão e Navarra. Para o povo da Catalunha, veja Lacetanos.



Jacetanos
??? – século I a.C.
Mapa clicável dos povos pré-romanos do nordeste da Península Ibérica
Localização de Jacetanos
Mapa etnográfico da Península Ibérica cerca de 300 a.C.
Continente Europa
Região Aragão
País Flag of Spain.svg Espanha
Capital Iaca
42° 34' N 0° 33' O
Língua oficial ibero e/ou proto-basco
Governo Não especificado
Período histórico Antiguidade
 • ??? Fundação
 • 195 a.C. Subjugados pelos romanos
 • século I a.C. Dissolução

Os jacetanos (ou iacetanos; em grego clássico: iakketanoi; em latim: iacetani) foram um povo pré-romano que existiu na zona norte de Aragão, Espanha, junto aos Pirenéus. A sua capital era Iaca (atual Jaca). Segundo Estrabão, ocupava uma região que ia dos Pirenéus até onde hoje se situam Lérida e Huesca. Crê-se que podem estar relacionados com aquitanos e sabe-se que cunhavam moeda. São também referidos nos textos de Plínio, o Velho e Ptolemeu.[nt 1]

A sua pertença aos povos vascões é discutida, pois encontravam-se numa ampla zona entre a fronteira celtibera do rio Ebro e o norte de Navarra. Estrabão refere-se nas suas crónicas sobre Sertório aos iakketanoi como um povo independente dos vascões, embora o também historiador grego Ptolemeu os identifique como vascões. Algumas teorias sugerem que se tratou de um povo originário da Aquitânia, que cruzou os Pirenéus e se estabeleceram em zonas dos vascões.

Este povo montanhês era inimigo dos suessetanos das planícies, que sofriam saques levados a cabo pelos habitantes de Iaca. Os jacetanos foram derrotados pelos romanos em 195 a.C., quando Catão, o Velho conquistou a sua capital com apoio dos suessetanos, que distraíram o exército jacetano. Não existem menções aos jacetanos depois desse evento do início do século II, apesar de continuarem a cunhar moeda própria que usavam escrita ibérica e tinham a inscrição «I.A.Ca» que deu origem ao seu nome,[nt 2] o que está em linha com a menção de Estrabão, que data do final do século I a.C. e início do século I d.C.. No ano 19 d.C., após as Guerras Cantábricas, o seu território foi incorporado no Império Romano, mas na qualidade de tributários de Roma, e não de associados, o que os excluia não só do direito à cidadania romana, como também do estatuto de povo protegido pelo direito romano, colocando-os numa situação jurídica precária dentro do império em relação a outros povos da região, como por exemplo os sedetanos.[nt 1]

Segundo Estrabão, a sociedade jacetana tinha traços de matriarcado e a atividade económica fundamentalmente pecuária, complementada com uma agricultura ao serviço da atividade de criação de gado. A guerra e o saque, frequentes contra os vizinhos do sul, os suessetanos, que povoavam uma fértil planície cerealífera, correspondente à atual comarca de Cinco Villas, eram uma forma de aliviar as necessidades em períodos de maior penúria.[nt 2]

Sabe-se muito pouco acerca deste povo, pois foram encontrados muito poucos restos arqueológicos nos seus territórios. A pouca cerâmica descoberta pode ser derivada da cerâmica da cultura dos Campos de Urnas de origem ibera.[nt 3]

Existe alguma confusão entre jacetanos e lacetanos, pois algumas fontes antigas confundem os dois povos.

Notas

  1. a b A maior parte do texto foi inicialmente baseado no artigo «Iacetanos» na Wikipédia em castelhano (acessado nesta versão).
  2. a b Artigo «Iacetans» na Wikipédia em catalão (acessado nesta versão).
  3. Artigo «Iaccetans» na Wikipédia em aragonês (acessado nesta versão).

ReferênciasEditar

  • Fernández Clemente, Eloy ; Granel,C ; Viescas Ferrer,J.A (1977). Los Aragoneses (em castelhano). Madrid: Istmo. p. 70-71. ISBN 978-84-7090-084-6 
  • Higueras Arnal, A. «Iacetanos». Gran Enciclopedia Rialp: Humanidades y Ciencia (em espanhol). Canal Social. Montané Comunicación S.L. Consultado em 11 de junho de 2011. Arquivado do original em 30 de setembro de 2007