Jake Angeli

Jake Angeli, pseudônimo de Jacob Anthony Angeli Chansley (Fênix (Arizona), c. 1988,[1] também conhecido como "Xamã Qanon ", "Xamã Q" e "Lobo de Yellowstone",[2] é um dublador, teórico da conspiração americano e ativista de extrema direita que esteve no assalto ao Capitólio dos Estados Unidos em 2021. Apoiador do presidente dos Estados Unidos Donald Trump e um defensor do QAnon,[3] uma teoria da conspiração que diz que Trump está lutando contra uma conspiração de pedófilos democratas adoradores de Satanás.[4] É tratado pela promotoria federal como portador de distúrbios mentais e uso abusivo de drogas.[5]

Jake Angeli
Nascimento Jacob Anthony Angeli Chansley
1988 (34 anos)
Phoenix
Cidadania Estados Unidos
Alma mater
  • Moon Valley High School
  • Glendale Community College
Ocupação ator, ativista, teórico da conspiração
Empregador Marinha dos Estados Unidos

Depois de ser fotografado participando da invasão do Capitólio, Angeli foi preso em 9 de janeiro sob a acusação federal de "entrar ou permanecer conscientemente em qualquer edifício ou terreno restrito sem autoridade legal, e com entrada violenta e conduta desordeira em terrenos do Capitólio".[6][7][8] Ele se declarou culpado de uma única acusação em 3 de setembro de 2021 e em novembro foi declarado culpado e sentenciado a 41 meses de prisão.[9]

Invasão ao Congresso e prisãoEditar

Angeli foi preso em Fênix no dia 9 de janeiro de 2021 assim que retornou de Washington, D.C. e se apresentou à sede local do FBI; acusado inicialmente de invasão a prédio federal, conduta violenta e conduta desordeira por sua participação na invasão ao Capitólio. Na prisão Angeli ficou sem se alimentar pois, segundo a defesa e sua mãe, Martha Chansley, que o considera um "patriota", ele come apenas alimentos orgânicos; a juíza federal do caso, Deborah Fine, atendeu ao pedido da defesa.[10] Numa avaliação posterior os promotores que analisam o episódio declararam que iriam adicionar aos delitos já configurados também a de que pessoas como Chansley pretendiam "capturar e assassinar funcionários eleitos", baseados em suas declarações. Foi adicionada uma ameaça direta feita por ele ao vice-presidente Mike Pence que dizia: "é apenas uma questão de tempo, a justiça está chegando", bem como agravada por ações que "envolvem participação ativa em uma insurreição na tentativa de derrubar violentamente o governo dos Estados Unidos".[5]

Após a repercussão de sua imagem na invasão criminosa da sede do legislativo estadunidense, partidários de Trump e conservadores divulgaram o boato de que ele faria parte do grupo fictício Antifa ou do movimento pelos direitos civis Black Lives Matter (BLM), e que agira infiltrado no dia 6 de janeiro como agente provocador.[11] Respondendo ao advogado da campanha de Donald Trump Lin Wood naquele mesmo dia, Angeli escrevera-lhe sobre sua real orientação política: "Sr. Wood. Eu não sou antifa ou BLM. Eu sou Qanon & soldado digital. Meu nome é Jake & eu marchei com a polícia & lutei contra BLM & ANTIFA (em) Fênix".[12][nota 1]

Afirmações e crençasEditar

Angeli tem afirmado sua crença de que televisão e rádio emitem "frequências muito específicas e que são inaudíveis" e que "afetam as ondas cerebrais de sua mente". Ele ainda diz acreditar na conspiração de Bilderberg e que maçons construíram a capital dos Estados Unidos segundo parâmetros ("ley lines") para amplificar o campo magnético da Terra. A respeito da invasão do Capitólio ele declarou: "O que fizemos em 6 de janeiro, de muitas maneiras, foi uma evolução na consciência, porque conforme marchamos pela rua ao longo dessas linhas ley gritando 'EUA' ou gritando coisas como 'liberdade'... estávamos realmente afetando o reino quântico".[13][nota 2]

A acusação em seu processo criminal declarou que Angeli acredita que é um ser superior, alienígena, e que está destinado a ascender para outra realidade.[5]

Notas

  1. Uma livre tradução para: "Mr. Wood. I am not antifa or blm. I'm a Qanon & digital soldier. My name is Jake & I marched with the police & fought against BLM & ANTIFA [in] PHX."
  2. Livre tradução de: "What we did on Jan. 6 in many ways was an evolution in consciousness, because as we marched down the street along these ley lines shouting 'USA' or shouting things like 'freedom'... we were actually affecting the quantum realm".

Referências

  1. «¿Quién es Q-Shaman, el joven con cuernos que entró en el Capitolio?». euronews (em espanhol). 7 de janeiro de 2021. Consultado em 9 de janeiro de 2021 
  2. «Capitol rioter in horned hat gloats as feds work to identify suspects». NBC News (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2021 
  3. Washington, District of Columbia 1100 Connecticut Ave NW Suite 1300B; Dc 20036. «PolitiFact - Face-painted man in horned fur cap at Capitol riot supports Trump and QAnon, not antifa». @politifact (em inglês). Consultado em 9 de janeiro de 2021 
  4. «El asaltante disfrazado de búfalo, un partidario de Trump que defiende la conspiración QAnon». abc (em espanhol). 7 de janeiro de 2021. Consultado em 9 de janeiro de 2021 
  5. a b c «U.S. federal officials say more than 100 people in custody so far in Capitol riot investigation». CBC News. 15 de janeiro de 2021. Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 15 de janeiro de 2021 
  6. Ruelas, Richard. «Unsealed indictment reveals more counts against Jake Angeli, QAnon shaman, for U.S. Capitol raid». The Arizona Republic (em inglês). Consultado em 17 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 19 de janeiro de 2021 
  7. (Federal Bureau Of Investigation), FBI (14 de janeiro de 2021). «Seeking Information (Violence At The United States Capitol)» (PDF). FBI (Federal Bureau Of Investigation) (Wanted Poster (shows Jake Angeli as already arrested, (in 3rd picture when going left to right.)). Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada (PDF) em 19 de janeiro de 2021. Arrested 
  8. «Three Men Charged in Connection with Events at U.S. Capitol». United States Department of Justice. 9 de janeiro de 2021. Consultado em 9 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2021 
  9. Jackman, Tom (17 de novembro de 2021). «'QAnon shaman' sentenced to 41 months for role in Capitol riot». The Washington Post. Consultado em 20 de novembro de 2021 
  10. Marcus Parekh (12 de janeiro de 2021). «'QAnon shaman' Jake Angeli not eating as prison won't provide organic food». The Telegraph. Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 12 de janeiro de 2021 
  11. Dan MacGuill (7 de janeiro de 2021). «Was Capitol Rioter in Horns and Furs an Antifa Instigator Who Took Part in BLM Protests?». Snopes. Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 9 de janeiro de 2021 
  12. Ewan Palmer (7 de janeiro de 2021). «'QAnon Shaman' Who Stormed Capitol Denies He Is Antifa as Conspiracy Theorists Turn on Him». Newsweek. Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 8 de janeiro de 2021 
  13. Fredrick Kunkle (9 de janeiro de 2021). «Trump supporter in horns and fur is charged in Capitol riot». Washington Post. Consultado em 16 de janeiro de 2021. Cópia arquivada em 10 de janeiro de 2021 

Ligações externasEditar