Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo (desde agosto de 2016). Ajude a inserir referências. Conteúdo não verificável poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Jamil Murad (Ubarana, 20 de fevereiro de 1943) é um médico, sindicalista e político brasileiro.

Nascido na cidade de José Bonifácio, no interior paulista, descendente de imigrantes árabes, formou-se pela Faculdade de Medicina da USP de Ribeirão Preto (SP). Trabalhou no Hospital das Clínicas de São Paulo, no Hospital do Servidor Público Estadual e no Hospital Brigadeiro.

Ingressou no Partido Comunista do Brasil (PCdoB) em 1968, no auge da ditadura militar. A partir de 1978, foi eleito para a diretoria do Sindicato dos Médicos de São Paulo por quatro mandatos. Como sindicalista, Jamil Murad foi um dos organizadores e diretor da Pró-Central Única dos Trabalhadores.

Elegeu-se deputado estadual em 1990, obtendo no pleito 15.150 votos. Reelegeu-se para o cargo em 1994, com 25.685 votos, e em 1998, com 47.778 votos. Nas eleições de 2002 foi eleito deputado federal com 95.297 votos. Na eleição de 2006 não foi reeleito, ocupando a terceira suplência da sua coligação.

Foi eleito no dia 5 de outubro de 2008 vereador no município de São Paulo pela coligação PCdoB/PRB/PT/PSB com 28.145 votos, sendo assim um dos vereadores mais votados de sua coligação. Além disto, o vereador numa cerimônia na Câmara Municipal de São Paulo do dia 19 de agosto de 2016 prestou homenagens à Fidel Castro.[1][2]

Referências

  1. «Câmara Municipal de São Paulo Solenidade celebra os 90 anos do líder cubano Fidel Castro». Câmara Municipal de São Paulo. Consultado em 22 de agosto de 2016 
  2. «Folha de S.Paulo - Crise em Cuba: "Fomos obrigados", diz Fidel sobre execuções - 01/06/2003». www1.folha.uol.com.br. Consultado em 22 de agosto de 2016 
  Este artigo sobre um político é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.