Jiajak Jaqeli (em georgiano: ჯიაჯაქ ჯაყელი) foi uma imperatriz-consorte de Trebizonda, esposa de Aleixo II de Trebizonda, entre cerca de 1300 até 3 de maio de 1330. Ela era filha de Beka I, o atabegue da casa Jaqeli de Mesquécia.[1] A família Jaqeli tinha o status feudal georgiano de eristavi, que podia ser um governador ou um comandante militar, função muito similar ao título bizantino de estratego.[2]

Jiajak Jaqeli
Imperatriz-consorte de Trebizonda
Reinado c. 13003 de maio de 1330
Consorte Aleixo II de Trebizonda
Antecessor(a) Eudóxia Paleóloga
Sucessor(a) Irene Paleóloga de Trebizonda
Floruit 1300–1330
Dinastia Jaqeli (nasc.)
Mega Comneno (matr.)
Pai Beka I

Casamento editar

O casamento de Jiajak com Aleixo II foi celebrado perto de 1300.[1] O imperador bizantino Andrônico II Paleólogo (r. 1261–1328) havia sido guardião de Aleixo e queria que o jovem se casasse com a filha de alto oficial da corte, Nicéforo Cumno, mas, sem pedir permissão, Aleixo casou-se com Jiakak. Andrônico apelou para a Igreja tentando anular o casamento, mas o patriarca se recusou a ajudá-lo quando soube que a princesa já estava grávida. A mãe de Aleixo, Eudóxia Paleóloga, que havia retornado à Trebizonda para tentar dissuadir o filho, acabou recomendando que ele mantivesse sua esposa ibérica.[3]

Não se sabe ao certo quanto tempo durou o casamento. Aleixo morreu em 1330 e não há relatos sobre a morte da imperatriz. O Dictionnaire historique et Généalogique des grandes familles de Grèce, d'Albanie et de Constantinople (1983), de Mihail-Dimitri Sturdza, defende que ela teria sido a primeira de duas esposas de Aleixo. A segunda seria Jidga, a filha única de Demétrio II da Geórgia com sua segunda esposa, Solgar, uma mongol. Demétrio era polígamo e tinha três esposas conhecidas na época. A existência desta filha foi relatada nas "Crônicas Georgianas" também, mas não como esposa de Aleixo. Obras modernas mais antigas, como a "Europäische Stammtafeln: Stammtafeln zur Geschichte der Europäischen Staaten" (1978), de Detlev Schwennicke, não fazem menção a Jidga. Por tudo isto, a teoria de Sturdza não é aceita universalmente.[4]

Família editar

Jiajak e Aleixo tiveram pelo menos seis filhos[5]:

Ver também editar

Jiajak Jaqeli
Nascimento:  ? Morte:  ?
Títulos reais
Precedido por:
Eudóxia Paleóloga
Imperatriz-consorte de Trebizonda
ca. 1300–1330
Sucedido por:
Irene Paleóloga de Trebizonda

Referências

  1. a b Cawley, Charles, Profile of Alexios II and his wife/wives, Medieval Lands database, Foundation for Medieval Genealogy , Predefinição:Self-published inline[carece de fonte melhor]
  2. Mariam Lordkipanidze, "Georgia in the XI-XII centuries", Glossary
  3. William Miller, Trebizond: The last Greek Empire of the Byzantine Era: 1204-1461, 1926 (Chicago: Argonaut, 1969), pp. 32f
  4. Cawley, Charles, Profile of Jidga Khanun, Medieval Lands database, Foundation for Medieval Genealogy , Predefinição:Self-published inline[carece de fonte melhor]
  5. George Finlay, The History of Greece and the Empire of Trebizond, (1204-1461) (Edinburgh: William Blackwood, 1851), p. 436

Ligações externas editar