Joás de Israel

Joás ou Jeoás foi o 12º rei de Israel. Sucedeu a seu pai Joacaz. Reinou por 16 anos. Foi sucedido por seu filho Jeroboão II.

Joás (ou Jeoás)
Rei de Israel
Jeoás do Promptuarii Iconum Insigniorum de Guillaume Rouillé.
Reinado 798 a.C.782 a.C.
Antecessor(a) Joacaz
Sucessor(a) Jeroboão II
Casa de Jeú
Morte 782 a.C.
  Sebastia
Filho(s) Jeroboão II
Pai Joacaz

BiografiaEditar

Durante seu reinado, Jeoás visitou ao profeta Eliseu, que estava doente. O rei de Israel chorou amargamente e depois disse:

"Meu pai, meu pai, carros de Israel e seus cavaleiros!"[1]

Então, Eliseu pediu para Jeoás pegar um arco e uma flecha, abrir a janela e atirar. Depois de ter feito isso, Eliseu lhe disse:

"A flecha do livramento do Senhor é a flecha do livramento contra os siros; porque ferirás os siros em Afeca, até os consumir."[2]

Depois, Eliseu pediu para Jeoás pegar mais flechas e atirar na terra. Porém, Jeoás atirou três vezes, assim indignando o profeta, que disse:

"Cinco ou seis vezes a deverias ter ferido; então, feririas os siros até os consumir; porém agora só três vezes ferirás os siros."[3]

Então, após a morte de Eliseu, Jeoás derrotou três vezes os sírios de Benadade III e reconquistou as terras que Hazael havia tomado. Após a reconquista, Amazias, rei de Judá, desafiou Jeoás para guerrear. Então, o rei de Israel o avisou dizendo:

No Líbano um cardo mandou dizer a um cedro: ‘Dá a tua filha em casamento ao meu filho.’ Nessa altura, passou um animal selvagem que pisou o cardo e o esmagou! Ficaste muito orgulhoso com a conquista de Edom; contudo, dou-te um conselho: fica em casa e não te metas comigo. Porque haverias de provocar um desastre não só para ti como para Judá?”[4]

Porém, Amazias ignorou o aviso, assim, fazendo com que o rei de Israel guerreasse. Então, Jeoás derrotou o exército de Amazias em Bete-Semes, levando-o prisioneiro em Jerusalém e roubando os tesouros no Templo e no palácio.

Ver tambémEditar

Referências