João Teodoro Xavier de Matos

João Teodoro Xavier de Matos (Mogi Mirim, 1 de maio de 1828São Paulo, 31 de outubro de 1878) foi um advogado, professor e político brasileiro.

João Teodoro Xavier de Matos
Nascimento 1 de maio de 1828
Mogi Mirim
Morte 31 de outubro de 1878 (50 anos)
São Paulo
Disambig grey.svg Nota: Para o poeta português, veja João Xavier de Matos.

BiografiaEditar

 
João Theodoro Xavier de Mattos, em foto de Militão Augusto de Azevedo datada de 1881.

Foi presidente da província de São Paulo, de 21 de dezembro de 1872 a 29 de maio de 1875.

Formado na Faculdade de Direito de São Paulo em 1853, foi professor de direito civil, promotor público e procurador da Tesouraria da Fazenda.

Na administração da província de São Paulo mostrou-se um dos primeiros urbanistas do Brasil, promovendo importantes reformas no traçado urbano da capital provincial.

UrbanismoEditar

Foi justamente no governo de João Theodoro Xavier de Matos, que cidade de São Paulo recebeu um grande incremento. De acordo com o arquiteto e urbanista Candido Malta Campos Neto foi uma verdadeira revolução na vida da cidade:

“Nessa época, São Paulo ainda não contava com uma estrutura urbana, loteamentos, equipamentos e atrativos que pudessem incentivar um maior afluxo populacional e comercial. Era necessária uma transformação radical do quadro urbano. [...] São Paulo ganhou suas primeiras linhas de bondes puxados a burro, as ruas foram calçadas com paralelepípedos e iluminadas a gás. O Jardim da Luz foi transformado em um parque à européia, com quiosques e estátuas. Para atrair a ocupação residencial, João Theodoro promoveu a articulação viária das zonas de expansão da cidade, ligando-as ao centro, aos equipamentos urbanos, espaços verdes e às estações ferroviárias, entre elas a estação da Luz. [...] O conjunto formado pela área da estação, o Jardim da Luz e a rua João Theodoro forma, portanto, um documento valioso desse primeiro impulso de transformação urbanística verificado na década de 1870, descrito muitas vezes como a ‘segunda fundação de São Paulo’, em virtude do papel crucial dessas intervenções na afirmação do potencial de desenvolvimento da capital paulista.”[1]

ReferênciasEditar

Ligações externasEditar


Precedido por
Francisco Xavier Pinto de Lima
Presidente da província de São Paulo
1872 — 1875
Sucedido por
Joaquim Manuel Gonçalves de Andrade


  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço relacionado ao Projeto Biografias de Políticos. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.