Joana de Penthièvre

nobre francesa
(Redirecionado de Joana, Duquesa da Bretanha)

Joana de Penthièvre, conhecida como Joana, a Coxa (1319Guingamp, 10 de setembro de 1384), foi pretendente a duquesa da Bretanha, condessa de Penthièvre e de Goëlo, viscondessa de Limoges e senhora de Avaugour, de Mayenne, de Châtelaudren e de L'Aigle.

Joana de Penthièvre
Joana de Penthièvre
Selo de Joana de Penthièvre
Pretendente a Duquesa da Bretanha
Reinado 30 de abril de 1341 – 12 de abril de 1365
Antecessor(a) João III
Sucessor(a) João V
 
Nascimento c. 1319 ou 1324
Morte 10 de setembro de 1384
  Guingamp, Bretanha, França
Sepultado em Igreja dos Freis Menores de Guingamp
Cônjuge Carlos de Blois
Casa Dreux (por nascimento)
Châtillon (por casamento)
Pai Guido de Penthièvre
Mãe Joana d'Avaugour
Religião catolicismo

Biografia editar

Joana da Bretanha era filha do conde Guido de Penthièvre, e de Joana de Avaugour. Seu pai foi o segundo filho de Artur II, duque da Bretanha, com sua primeira esposa, Maria, viscondessa de Limoges. Artur II foi sucedido como duque da Bretanha pelo irmão mais velho de Guido, João III da Bretanha.

Em 4 de junho de 1337 casou em Paris com Carlos de Blois, filho de Guido I de Châtillon, conde de Blois, e de Margarida de Valois. O casal teve cinco filhos:

Joana foi uma dos protagonistas da Guerra de Sucessão Bretã. Quando seu tio João III morreu sem filhos, em 1341, ela o sucedeu como duquesa soberana da Bretanhae e assumiu o governo do ducado com o esposo, aparentemente com o apoio de grande parte da nobreza local.

Todavia, o tio de Joana, João de Montfort, nascido do segundo casamento de Artur II com Iolanda de Dreux, condessa de Montfort, clamou para si o ducado. O resultado foi uma guerra civil que terminaria em 1364, com a morte de Carlos de Blois em batalha e a vitória da linhagem de Montfort, deixando João V, filho de João IV, como soberano. Ao longo da disputa, os sucessos militares variaram, e ambos os pretendentes governaram algumas partes do ducado. O partido de Joana foi forte, ao menos, por volta de 1345, e ele deve ter segurado uma parte maior do ducado que a de seu rival durante todo o tempo da guerra.

Joana renunciou oficialmente ao ducado da Bretanha ao assinar o Tratado de Guérande em 1365, embora tendo mantido o título de duquesa.

Precedida por
Guido VII
 
Condessa de Penthièvre
Viscondessa de Limoges
(com Carlos de Blois)

27 de março de 1331 - 10 de setembro de 1384
Sucedida por
João I
Precedida por
João III
Pretendente a Duquesa da Bretanha
(com Carlos de Blois)

30 de abril de 1341 - 29 de setembro de 1364
em disputa com João de Montfort
Sucedida por
João V
 
O Commons possui uma categoria com imagens e outros ficheiros sobre Joana de Penthièvre