Abrir menu principal

Jogo de tabuleiro de estilo alemão

Broom icon.svg
As referências deste artigo necessitam de formatação (desde julho de 2012). Por favor, utilize fontes apropriadas contendo referência ao título, autor, data e fonte de publicação do trabalho para que o artigo permaneça verificável no futuro.

O Estilo Alemão de Jogo de Tabuleiro é um gênero de jogos com regras simples, tempo de jogo curto ou médio (entre 30 e 60 minutos), alto nível de interação entre os jogadores, e elementos gráficos atrativos.[1] Eles dão ênfase à estratégia, baixa dependência de sorte e pouco conflito direto entre os jogadores. Utilizam pouco os temas militares, e normalmente mantém todos os jogadores na mesa até o final de cada partida.

Outra característica é a utilização freqüente da mecânica de gerenciamento de recursos que se popuparizou entre os designer de jogos a partir da década de 90, influenciado pelo sucesso comercial do jogo Magic the Gathering de Richard Garfield.

O estilo alemão de jogos de estratégia contrasta com o estilo americano que geralmente envolve sorte conflito e drama.[2]

HistóriaEditar

Nos anos 90 a industria de jogos de tabuleiro passou por um periodo de reaquecimento na Europa, principalmente na Alemanha.[3] As principais empresas alemãs a contribuir para esse processo foram: Kosmos, Hans im Gluck, Ravensburger, e Alea. Muitos dos jogos produzidos por elas chegaram ao mercado americano em versão em inglês produzidas por empresas como: Mayfair,[4] Rio Grande[5] e Fantasy Flight Games.[6]

Durante este processo os designers de jogos de tabuleiro Tornaram-se celebridades, assinando seus jogos como autores de romances.

Entre os principais designers alemães podemos destacar o doutor em matemática Riener Knizia, com mais de cem jogos creditados.[7] Outro famoso designer de jogos é Klaus Teuber, criador de um dos maiores fenômenos dos jogos de tabuleiro, Descobridores de Catan. Desde seu lançamento, o jogo tornou-se um fenômeno mundial. Foi traduzido em 30 idiomas e vendeu surpreendentes 15 milhões de cópias (até o megahit videogame Halo 3 vendeu apenas pouco mais da metade disso). Isso gerou um império de seqüencias, expansões, livros cenário, jogos de cartas, jogos de computador, miniaturas e até uma novela.[8]

NomenclaturaEditar

Os termos Eurogame e Jogo de Tabuleiro Alemão (German-Style Board Game) são mais frequentes nos Estados Unidos e no Brasil. Na Alemanha o termo utilizado é Autorenspiel ou Autorenspiele (Jogo Autoral) para distingui-los dos jogos de tabuleiro clássicos.[9]

Ver tambémEditar

Referências

  1. Board Board Game Geek - http://www.boardgamegeek.com/wiki/page/Glossary#toc78
  2. [1]
  3. Monopoly Killer: Perfect German Board Game Redefines Genre - http://www.wired.com/gaming/gamingreviews/magazine/17-04/mf_settlers?currentPage=1
  4. «Cópia arquivada». Consultado em 9 de novembro de 2011. Arquivado do original em 6 de novembro de 2011 
  5. [2]
  6. [3]
  7. A short history of board games, by doug mann - http://publish.uwo.ca/~dmann/gaming.htm
  8. [4]
  9. [5]

Ligações externasEditar