Abrir menu principal
Johann Christian Felix Bähr
Johann Christian Felix Bähr. Litografia de 1843.
Nascimento 13 de junho de 1798
Darmstadt
Morte 29 de novembro de 1872 (74 anos)
Heidelberg
Nacionalidade Eleitorado de Baden
Alma mater Universidade de Heidelberg
Ocupação filólogo clássico

Johann Christian Felix Bähr (Darmstadt, 13 de junho de 1798 – Heidelberg, 29 de novembro de 1872) foi um filólogo clássico alemão e diretor da Biblioteca da Universidade de Heidelberg.

VidaEditar

Bähr nasceu em Darmstadt, estudou no Ginásio e na Universidade de Heidelberg, onde foi nomeado professor de Filologia clássica em 1823, chefe bibliotecário em 1832, e com a aposentadoria de Georg Friedrich Creuzer tornou-se diretor do seminário filológico. Morreu em Heidelberg.[1]

Suas primeiras obras foram edições de Alcibíades de Plutarco (1822), Filopemen, Flamínino, Pirro (1826), os fragmentos de Ctésias (1824) e Heródoto (1830-1835, 1855-1862). Mas os mais importantes foram seus trabalhos sobre literatura romana e estudos humanísticos da Idade Média: Geschichte der römischen Litteratur ("História da Literatura romana", 1828; 4ª edição, 1868-1870.), e os volumes complementares, Die christlichen Dichter und Geschichtschreiber Roms ("Os poetas cristãos e historiadores de Roma", 2ª edição, 1872), Die christlich-römische Theologie ("A Teologia cristã-romana", 1837), e Geschichte der römischen Litteratur im karolingischen Zeitalter ("História da Literatura romana no período carolíngio", 1840).[1]

Notas

  1. a b Encyclopædia Britannica (1911) entrada para Baehr, Johann Christian Felix, (em inglês) volume 3, página 191

Referências

Ligações externasEditar