John Crowe Ransom

John Crowe Ransom (Tennessee, 30 de abril de 1888 - Ohio, 3 de julho de 1974) foi um poeta e ensaísta norte-americano representante do "New Criticism" e membro do grupo "Fugitive Group" (ou ("Fugitivos Sulistas"), ligado às tradições sulistas dos Estados Unidos.[1] Suas principais obras são "Chills and fever", de 1924 e "The new criticism", de 1941.

John Crowe Ransom
John Crowe Ransom (1941)
Nascimento 30 de abril de 1888
Tennessee, Estados Unidos da América
Morte 3 de julho de 1974 (86 anos)
Ohio, Estados Unidos da América
Nacionalidade Estados Unidos Norte-americano
Ocupação Poeta e ensaísta
Prémios Prémio Bollingen (1951)

National Book Award - Poesia (1964)

Magnum opus Selected Poems

John C. Ransom, em seu ensaio intitulado “Criticism, Inc.”, traça os aspectos mais relevantes do new criticism: Rejeita completamente todo tipo de crítica impressionista, pois o impressionismo preocupa-se com o efeito da obra sobre o sujeito, enquanto a crítica autêntica deve preocupar-se com o objeto.

Ransom defende uma crítica ontológica, focada unicamente na obra literária, que é uma estrutura independente onde cada elemento se relaciona através de múltiplas tensões. A obra deve ser definida como estrutura, e a principal tarefa da crítica literária deve ser o conhecimento profundo dessa estrutura.

ReferênciasEditar

  1. «John Crowe Ransom» (em francês). data.bnf.fr. Consultado em 22 de dezembro de 2019 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.