Jorge I Ghisi

Jorge I Ghisi (em italiano: Giorgio Ghisi) foi um senhor feudal latino na Grécia medieval.

VidaEditar

Filho de Bartolomeu I Ghisi, através de seu primeiro casamento com a filha de Guido II de Dramelay foi barão de Chalandritza no Principado da Acaia. Em 1292, também foi nomeado como castelão de Calamata.[1] Naquele ano, após uma série de raides destrutivos nas ilhas gregas e latinas do mar Egeu, o almirante aragonês Rogério de Lauria liderou sua frota para ancorar em Navarino. Temeroso de que os aragoneses aproveitariam a posse de terras em Acaia, ou repetiriam seus ataques de pilhagem, e com o príncipe Florente de Hainaut ausente na Itália, Jorge reuniu 200 cavaleiros em Andrusa e atacou o aragonês.[2][3]

Num combate breve mas sangrento, os aqueus foram derrotados e Jorge capturado, apenas para ser libertado por 8 000 hipérpiros um pouco depois quando a frota aragonesa velejou para Glarentza.[2][3] Em 1303, quando seu pai morreu, herdou o senhorio das ilhas egeias de Tinos, Míconos, com feudos em Sérifos e Ceos. Através de sua segunda esposa, Alícia de Carceri, também tornou-se barão ("triarca") de Negroponte (Eubeia). Ele foi morto na Batalha de Céfisso contra a Companhia Catalã em 1311. Sua esposa Alícia morreu em 1313.[1][4]

Ver tambémEditar

Precedido por
Guido de Dramelay
Barão de Chalandritza
Após 1285/86 – 1311
Sucedido por
Desconhecido
Próximo titular: Nicolau de Dramelay
Precedido por
Bartolomeu I Ghisi
Senhor de Tinos e Míconos
1303–1311
Sucedido por
Bartolomeu II Ghisi

Referências

  1. a b Bon 1969, p. 234–235, 459.
  2. a b Bon 1969, p. 167.
  3. a b Miller 1908, p. 185–186.
  4. Setton 1975, p. 12.

BibliografiaEditar

  • Bon, Antoine (1969). La Morée franque. Recherches historiques, topographiques et archéologiques sur la principauté d’Achaïe. Paris: De Boccard 
  • Miller, William (1908). The Latins in the Levant, a History of Frankish Greece (1204–1566). Nova Iorque: E.P. Dutton and Company 
  • Setton, Kenneth Meyer (1975). The Papacy and the Levant, 1204–1571: Volume I. The Thirteenth and Fourteenth Centuries. Filadélfia: The American Philosophical Society. ISBN 0-87169-114-0