Abrir menu principal

Jorge Luiz Calife (Niterói, 23 de outubro de 1951)[1] é um escritor brasileiro de ficção científica. Autor pertencente à vertente ficção científica “hard”, ou seja, com maior rigor científico, detalhamento e pesquisa. Foi Calife quem sugeriu a Arthur C. Clarke uma seqüência para 2001: Uma Odisséia no Espaço, inclusive fora creditado por Clarke em 2010: Uma Odisseia no Espaço 2. Trabalhou também como tradutor de obras importantes da ficção científica no Brasil como Duna de Frank Herbert e Eu, robô de Isaac Asimov. Ele também é jornalista, apresentando um trabalho relevante em jornais e revistas do Brasil, principalmente no jornalismo científico.

Calife também é autor dos livros infantis Onde o Vento faz a Curva, Cecília no Mundo da Lua e Rex, O Cachorro que Tinha Medo de Trovoada.

Índice

BibliografiaEditar

  • Space Opera - Odisseias Fantásticas Além da Fronteira Final (2011)
  • Angela Entre Dois Mundos (2010, Devir Livraria)
  • As Sereias do Espaço
  • Como os Astronautas Vão ao Banheiro
  • Contos Imediatos
  • Espaçonaves Tripuladas
  • História de Ficção Científica (Coleção Para Gostar de Ler vol. 38)
  • Padrões de Contato (1985, Nova Fronteira)
  • Horizonte de Eventos (1986, Nova Fronteira)
  • Imaginários vol. I
  • Isaac Asimov Magazine Nº 20
  • Linha Terminal (1991, GRD)
  • Os melhores contos brasileiros de ficção científica
  • Onde o Vento faz a Curva
  • Cecília no Mundo da Lua
  • Rex, O Cachorro que Tinha Medo de Trovoada

PremiaçõesEditar

Referências

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre um escritor do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.