Jorge Sapelli (Montevidéu, 8 de março de 1926Montevidéu, 13 de janeiro de 1996) foi um engenheiro e político uruguaio, pertencente ao Partido Colorado. Serviu como vice-presidente do Uruguai entre 1972 e 1973, até o início da Ditadura civil-militar uruguaia.

Jorge Sapelli
Jorge Sapelli
Jorge Sapelli
Vice-presidente do Uruguai
Período 15 de fevereiro de 1972
a 27 de junho de 1973
Presidente Juan María Bordaberry
Antecessor(a) Alberto Abdala
Sucessor(a) Enrique Tarigo
após 12 anos de extinção do cargo
Dados pessoais
Nascimento 8 de março de 1926
Montevidéu, Uruguai
Morte 13 de janeiro de 1996 (69 anos)
Montevidéu, Uruguai
Partido Partido Colorado
Profissão Político, engenheiro

Biografia Editar

Entre 1969 e 1972, foi Ministro do Trabalho do governo do presidente Jorge Pacheco Areco, destacando-se por sua moderação e abertura ao dialogo com a oposição.[1] Em 1971, foi designado integrante da chapa presidencial colorada encabeçada por Juan María Bordaberry, resultando eleito vice-presidente da República e assumindo o cargo em 1 de março de 1972.[2]

Quando o presidente Bordaberry dissolveu o Parlamento junto com as Forças Armadas, no golpe de Estado de 27 de junho de 1973, Sapelli manteve-se na defesa da legalidade. Em dezembro daquele mesmo ano, foi-lhe oferecido a Presidência do Conselho de Estado, convite que não aceitou, demonstrando sua adesão à democracia.[3][4] Em outubro de 1983, participou no multitudinário Ato do Obelisco. Em fevereiro de 1985, após restaurada a democracia, Sapelli foi convidado a sentar-se junto ao Presidente da Assembleia Geral na primeira sessão deste órgão, como homenagem a sua postura democrática durante o golpe civil-militar.[5]

Referências

  1. «Colorados golpean a blancos y al FA en acto de homenaje a Sapelli» (em espanhol). La Red 21. 26 de junho de 2008. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  2. «Fractura expuesta en el discurso de los colorados» (em espanhol). La República. 8 de julho de 2013. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  3. DI CANDIA, César. «Creación del Consejo de Estado, Sapelli se opone» (em espanhol). El País. Consultado em 16 de fevereiro de 2020. Cópia arquivada em 18 de agosto de 2010 
  4. «Sendic, quinto vicepresidente uruguayo que no finaliza su mandato» (em espanhol). EFE. 13 de setembro de 2017. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  5. «Homenaje al ex vicepresidente Jorge Sapelli» (em espanhol). El Espectador. 25 de junho de 2008. Consultado em 16 de fevereiro de 2020 
  Este artigo sobre um(a) político(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.