Abrir menu principal
José Gomes da Silva
25° Governador da Paraíba
Período 20 de setembro de 1946 até
4 de março de 1947
Antecessor Odon Bezerra Cavalcanti
Sucessor Osvaldo Trigueiro de Albuquerque Melo
Deputado Federal pela Paraíba
Período 1934 até 1937
2° Prefeito de Itaporanga
Período 1930 até 1934
Dados pessoais
Nascimento 6 de março de 1900
Itaporanga
Morte 27 de setembro de 1970 (70 anos)
Rio de Janeiro
Progenitores Mãe: Maria Barreiro Gomes
Pai: Horácio Gomes da Silva
Alma mater Universidade do Rio de Janeiro
Cônjuge Judite Gomes Caruso
Filhos Filotéia Gomes Ataíde e Clélio Gomes
Profissão médico

José Gomes da Silva (Itaporanga, 6 de março de 1900Rio de Janeiro, 27 de setembro de 1970) foi um médico e político brasileiro.

Foi prefeito de Itaporanga em 1929, e nomeado interventor federal da Paraíba por Eurico Gaspar Dutra, de 20 de setembro de 1946 a 4 de março de 1947.

NascimentoEditar

Nascido no sítio Minador, arredores de Misericórdia (hoje Itaporanga), era filho de Horácio Gomes da Silva e Maria Barreiro Gomes, membros de famílias tradicionais do Vale do Piancó, descendente direto de Alexandre Gomes da Silva, um dos fundadores da cidade; fez o curso primário em sua terra natal, ingressando em seguida no Seminário de Fortaleza, permanecendo por alguns anos na capital do Ceará.

De volta a Paraíba, estudou no Lyceu Paraibano, onde concluiu o curso secundário. Aprovado no vestibular de medicina da Faculdade da Bahia estudou os primeiros anos do curso universitário em Salvador, transferindo-se logo depois para a Universidade do Rio de Janeiro, onde se diplomou em medicina em 1927, com apresentação de tese.

CasamentoEditar

Ainda no Rio de Janeiro, casou-se com a carioca e descendente de italianos, Judite Caruso, e em seguida voltou para a Paraíba, fixando residência em Misericordia, onde passou a exercer a profissão.

Prefeito eleito de MisericordiaEditar

Em 1929 foi eleito prefeito de Misericordia, iniciando ali uma longa trajetória política e administrativa que culminou com sua nomeação, pelo presidente Eurico Gaspar Dutra, para ser o interventor federal da Parahyba, no ano de 1946. José Gomes foi prefeito de Itaporanga logo depois de Brunet Ramalho, seu inimigo político.

Deputado federal pela ParaíbaEditar

Deixando a chefia do executivo municipal foi eleito deputado federal, o que o levou, em 1934, a retornar ao Rio de Janeiro para exercer o seu novo mandato que durou até 1937, quando o Congresso Nacional foi fechado em conseqüência do Golpe de Estado do presidente Getúlio Vargas. José Gomes voltou a Itaporanga para novamente exercer a medicina.

Interventor federalEditar

Em 1940, atendendo a convite do interventor Ruy Carneiro, passa a residir com a família em João Pessoa, sendo designado para o cargo de membro do Conselho Administrativo do Estado, onde permaneceu até 1945 quando, por designação do Interventor Odon Bezerra, assumiu a Secretaria de Agricultura, ocupando a pasta até o dia 21 de agosto de 1946. Nesta data tornou-se interventor federal da Paraíba, por decreto do presidente Gaspar Dutra, permanecendo no cargo até 06 de março de 1947.

Afastado do Governo do Estado, José Gomes voltou a morar no Rio de Janeiro, onde ocupou o cargo de presidente da Companhia Nacional de Alcalis. Três anos depois, em 1950, retorna outra vez a Parahyba, desta feita como Delegado Regional do IPASE. Antes de um ano, no entanto, volta em definitivo para o Rio de Janeiro e assume a chefia da Divisão Médica do Hospital dos Servidores, onde permaneceu até o ano de 1969, quando, por questões de saúde, se aposentou.

FalecimentoEditar

Faleceu às 6h00 horas do dia 27 de setembro de 1970, no Rio de Janeiro, deixando viúva Dona Judite Gomes Caruso e órfãos os filhos Filotéia Gomes Ataíde, funcionária do Serviço de Censura e Diversões do Rio de Janeiro e CIélio Gomes, funcionário do IPASE em Brasília, ambos casados, e quatro netos.

Ele hoje, em sua terra natal, empresta seu nome ao hospital distrital, gerido pelo Estado; o Hospital Distrital Doutor José Gomes da Silva.

Precedido por
Odon Bezerra Cavalcanti
Interventor federal da Paraíba
1946 — 1947
Sucedido por
Osvaldo Trigueiro de Albuquerque Melo
  Este artigo sobre um político brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.