Abrir menu principal

José Lopes de Oliveira

(Redirecionado de José Lopes De Oliveira)
José Lopes de Oliveira
Nascimento 10 de abril de 1927
Vitória
Morte 17 de setembro de 2005
Rio de Janeiro
Nacionalidade Brasileiro
Ocupação advogado, servidor público
Prêmios
Medalhas
Ordem do Mérito Militar
Ordem do Mérito Naval
:Medalha do Mérito Tamandaré
:Ordem_do_Ipiranga‎

José Lopes de Oliveira (Vitória, 10 de abril de 1927Rio de Janeiro, 17 de setembro de 2005) foi um advogado e servidor público brasileiro.

Filho de Ivan de Oliveira e Aurelia Pedrinha Carlos. Descendente da família Calmon Nogueira da Gama. Casado com Zenita Serrano de Oliveira.

Desempenhou várias funções públicas de grande destaque. Foi assessor dos Ministros Oswaldo Aranha, no Governo de Getúlio Vargas, e de Carvalho Pinto. Assessorou os Presidentes do Banco do Brasil, Sebastião Paes de Almeida e Ney Galvão. Atuou no Governos Juscelino Kubitschek, onde integrou a equipe do Plano de Metas.[1] Atuou também no governo de João Goulart. Esteve em missão na França, junto ao Presidente Charles de Gaulle, por ocasião do que foi conhecida como a Guerra da Lagosta.[1][2] Foi diretor da Superintendência Nacional da Marinha Mercante - SUNAMAN. Fez parte do Conselho da Companhia Siderúrgica Nacional.

No início de 1970, José Lopes de Oliveira foi indicado pelo presidente Emílio Garrastazu Médici, apoiado pelo general Mário Andreazza[3], para o cargo de presidente do IRB - Instituto de Resseguros do Brasil. Presidiu o IRB por maior tempo em sua história.[4] Durante sua gestão, ele transferiu para o mercado segurador tarefas técnicas antes exclusivamente do IRB fazendo com que estas empresas fossem incentivadas a formar um corpo técnico e se capitalizar, o que resultou em um aumento do seu poder de retenção. Em 1971, fundou a Escola Nacional de Seguros (Funenseg)[5].

Em 15 de março de 1979 é nomeado para a presidência do BNH - Banco Nacional da Habitação, tendo se exonerado em 29 de novembro de 1983. Durante este período fez parte do Conselho Monetário Nacional.

Na década de 90 conduziu a ABBR.

José Lopes de Oliveira foi recipiente, entre outras, das seguintes medalhas: Medalha Mérito Tamandaré[6], Ordem do Mérito Militar[7], Ordem do Mérito Naval (grau de comendador)[8] e Ordem do Ipiranga (São Paulo, grau de comendador)[9][10].

Referências

  1. a b Senador Arthur Virgílio; Senador Sérgio Cabral (28 de setembro de 2005). «Requerimento nº 1.061, de 2005. Requerem voto de pesar pelo falecimento do economista José Lopes de Oliveira, ocorrido no dia 17 de setembro de 2005, no Rio de Janeiro» (PDF). Diário do Senado Federal. pp. 33126–33127. Consultado em 9 de junho de 2010 
  2. «Informativo AAPBB - Boletim 38» (PDF). Consultado em 2010-0902. Arquivado do original (PDF) em 29 de julho de 2016  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  3. «A História do Seguro no Brasil». Consultado em 10 de junho de 2010. Arquivado do original em 15 de agosto de 2009 
  4. Silva, Clínio. «Entrevista e depoimento de Clínio Silva - Fundação Getúlio Vargas» (PDF). Consultado em 9 de junho de 2010 
  5. Souza, Vera de. «E a saga continua». Consultado em 19 de dezembro de 2011 
  6. «Relação Geral por Ordem Alfabética - Medalha Mérito Tamandaré» (PDF). Marinha do Brasil. Consultado em 15 de junho de 2009 
  7. «Consulta de Recipientes da Ordem do Mérito Militar». Exército do Brasil. Consultado em 15 de junho de 2009 
  8. «Relação Geral por Ordem Alfabética - Ordem do Mérito Naval» (PDF). Marinha do Brasil. Consultado em 15 de junho de 2009 
  9. «DECRETO Nº 19.259, DE 9 DE AGOSTO DE 1982 DO SÃO PAULO». Govêrno do Estado de São Paulo. Consultado em 17 de junho de 2009 
  10. «Decreto n° 19.259, de 09/08/1982». Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo. Consultado em 17 de junho de 2009 

Ligações ExternasEditar