Abrir menu principal
José Rocha
Nascimento 1907
Lisboa
Morte 1982 (75 anos)
Nacionalidade Portugal portuguesa
Área Ilustração, design

José Rocha (Lisboa, 19071982) foi um ilustrador e designer português.

José Rocha participou na renovação modernista operada no campo das artes na primeira metade do século XX e é um dos pioneiros do design gráfico em Portugal, com atividade particularmente relevante a nível da publicidade.[1]

Biografia / ObraEditar

 
José Rocha, Bandarra, semanário da vida portuguesa: arte, literatura, história, crítica, cinema, teatro, 1935, cartaz, 116x90 cm

Frequentou a Escola de Belas-Artes de Lisboa; ainda estudante, iniciou a sua atividade profissional com Bernardo Marques.[2]

Conquistou prémios em vários concursos de cartazes; colaborou em inúmeras revistas, entre as quais: Magazine Bertrand, Ilustração, Civilização, Imagem, Animatógrafo, Notícias Ilustrado e na revista de cinema Movimento [3] (1933-1934). Foi diretor artístico da revista Ver e Crer (1945-1950).[4]

Participou na 1ª Exposição dos Artistas Ilustradores Modernos (S.P.N., 1942).[5]

Em 1936 fundou o ETP – Estúdio Técnico de Publicidade (denominado Letra ETP, após fusão em 1982 com Letra-Design), a primeira agência de publicidade de serviço completo, onde colaboraram, entre outros, o influente Fred Kradolfer, Bernardo Marques, Carlos Botelho, Ofélia Marques, Maria Keil, Thomaz de Mello, Stuart Carvalhais, Carlos Rocha, Fernando Azevedo. Ao longo dos anos o ETP pôde contar com clientes e marcas de grande prestígio tendo sido, por exemplo, o primeiro concessionário da publicidade no Metropolitano de Lisboa (1959).

Entre 1937 e 1939 integra, juntamente com Bernardo Marques, Carlos Botelho, Fred Kradolfer, Emmerico Nunes e Thomaz de Mello, a equipa de decoradores do S.P.N. encarregues da realização dos pavilhões de Portugal nas exposições de Paris, Nova Iorque e S. Francisco (Exposição Internacional de Artes e Técnicas, Paris, 1937; Feira Mundial de Nova Iorque, 1939; Exposição Internacional de S. Francisco, Califórnia, 1939).[6][7]

A 4 de março de 1941, foi agraciado com o grau de Oficial da Ordem Militar de Cristo.[8]

Em 1976 José Rocha foi membro fundador da Associação Portuguesa de Designers (eleito Presidente da Mesa da Assembleia Geral em 1977).[9]

Referências

  1. França, José AugustoA Arte em Portugal no Século XX: 1911-1961 [1974]. Lisboa: Bertrand Editora, 1991, p. 216
  2. Associação Portuguesa de Designers. «Centenário do nascimento do Designer José Rocha (1907-1982)». Consultado em 15 de agosto de 2013 
  3. Jorge Mangorrinha (25 de Fevereiro de 2014). «Ficha histórica: Movimento : cinema, arte, elegâncias (1933-1934)» (pdf). Hemeroteca Municipal de Lisboa. Consultado em 09 de Janeiro de 2015  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
  4. Associação Portuguesa de Designers. «Centenário do nascimento do Designer José Rocha (1907-1982)». Consultado em 15 de agosto de 2013 
  5. A.A.V.V. – Os Anos Quarenta na Arte Portuguesa (tomo 2). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1982, p. 21
  6. NOTA: assinale-se que, embora alguns nomes de artistas ligados ao ETP e à equipa de decoradores do S.P.N. das Feiras Internacionais sejam os mesmos, não existe qualquer relação institucional entre essas duas organizações.
  7. A.A.V.V. – Os Anos Quartenta na Arte Portuguesa (tomo 1). Lisboa: Fundação Calouste Gulbenkian, 1982, p. 146
  8. «Cidadãos Nacionais Agraciados com Ordens Portuguesas». Resultado da busca de "José Rocha". Presidência da República Portuguesa. Consultado em 9 de julho de 2019 
  9. Associação Portuguesa de Designers. «Centenário do nascimento do Designer José Rocha (1907-1982)». Consultado em 15 de agosto de 2013 
  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.