Abrir menu principal
Este artigo refere-se a uma área administrativa controlada por Israel chamada Judeia e Samaria. Para as regiões geográficas conhecidas pelos nomes bíblicos da Judéia e Samaria, ver Judeia ou Samaria. Para outros significados ver Cisjordânia.
Judeia e Samaria.

Judeia e Samaria (em hebraico: אֵזוֹר יְהוּדָה וְשׁוֹמְרוֹן, também um acrônimo יו"ש Yosh or ש"י Shai; em árabe: اليهودية والسامرة, al-Yahudiyyah was-Sāmarah) é a denominação adotada pelo governo de Israel para o território mais conhecido pela comunidade internacional como Cisjordânia, excluindo Jerusalém Oriental.

EtimologiaEditar

A origem do topônimo Judeia remonta ao ano 1.361 a.C., quando os hebreus, liderados por Josué, assentaram naquela região os descendentes de Judá, filho de Israel, dando origem à tribo que posteriormente se transformaria no Reino de Judá.

Atualmente o Estado de Israel possui 74,2% de sua população composta por judeus, grupo étnico indígeno da Judeia e Samaria.[1]

Ver tambémEditar



  Este artigo sobre o Estado da Palestina é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  Este artigo sobre Israel é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. «Latest Population Statistics for Israel». Jewish Virtual Library. American–Israeli Cooperative Enterprise. Consultado em 16 de abril de 2018