Jugurta

Rei da Numídia

Jugurta (em latim, "Iughurta"; 160 a.C.Roma, 104 a.C.) foi um rei da Numídia.

Jugurta
Nascimento 160 a.C.
Cirta
Morte 104 a.C.
Roma
Progenitores
Cônjuge Bocchus' daughter
Filho(s) Oxyntas
Irmão(s) Gauda
Ocupação condotiero, soberano

Sobrinho de Micipsa e filho de Mastanabal, dividiu o poder do reino com seus primos Aderbal e Hiempsal I, pois devido à ordem testamentária de Micipsa, o reino deveria ser compartilhado, e não dividido entre os três herdeiros. Jugurta mandou matar seus dois primos para tomar seus territórios, ocasião em que mercadores romanos também foram massacrados, em Cirta, em 112 a.C..

Governou a partir de 118 a.C.. Roma declarou-lhe guerra. Caio Mário, eleito Cônsul em 107 a.C., reorganizou a legião romana na região e tomou Capsa (hoje Gafsa, Tunísia). Por fim, Jugurta foi traído por seu sogro e aliado, Boco, rei da Mauritânia, que o entregou aos romanos, em 105 a.C. ou 106 a.C. .

Preso, Jugurta fez parte dos despojos exibidos por Mário, desfilou por Roma (como era costume na época) numa jaula em 1º de janeiro e morreu na prisão, 104 a.C.

A história do "Bellum Iugurthinum" (Guerra de Jugurta) foi escrita por Salústio (42 a.C. - 40 a.C.).