Juliana Rojas

Juliana Rojas (Campinas, 23 de junho de 1981) é uma cineasta brasileira[1].

Formou-se em cinema pela Escola de Comunicação e Artes da USP. Ainda na universidade conheceu o diretor Marco Dutra, com quem iniciou uma parceria. Os dois dirigiram juntos em 2004 o curta-metragem O lençol branco , incluído na mostra Cinéfondation do Festival de Cannes.

Seu primeiro longa, Trabalhar cansa (2011), novamente em parceria com Dutra, também foi exibido em Cannes, na mostra Um Certo Olhar. Trabalhou como montadora, em filmes como o documentário Pulsações (2011), de Manoela Ziggiatti[2].

Ganhou o Prêmio da Crítica de melhor longa brasileiro no Festival de Gramado de 2014, com Sinfonia da Necrópole.[3]

FilmografiaEditar

CurtasEditar

  • A passagem do cometa (2018)
  • O duplo (2012)
  • Pra eu dormir tranquilo (2011)
  • As sombras (2009), com Marco Dutra
  • Vestida (2008)
  • Um ramo (2007), com Marco Dutra
  • O lençol branco (2004), com Marco Dutra

Referências

  1. Juliana Rojas. Mulheres do Cinema Brasileiro
  2. Juliana Rojas. FilmeB - Quem é quem
  3. "A Estrada 47" é eleito o melhor filme de Gramado. Revista de Cinema, 17 de agosto de 2014

Ligações externasEditar