Junqueira Freire

monge beneditino, poeta e ensaísta baiano (1832-1855)

Luís José Junqueira Freire (Salvador, 31 de dezembro de 1832 — Salvador, 24 de junho de 1855) foi um poeta brasileiro.

Junqueira Freire
Nome completo Luís José Junqueira Freire
Nascimento 31 de dezembro de 1832
Salvador
Morte 24 de junho de 1855 (22 anos)
Salvador
Nacionalidade  Brasileiro
Ocupação Poeta
Escola/tradição Romantismo

Sua obra lírica divide-se em religiosa, amorosa, filosófica, popular (ou sertaneja) e alguma poesia social, de tom declamatório, precursora de Castro Alves.

Participou da segunda geração romântica.

Franklin Dória, que fundou a cadeira 25 da Academia Brasileira de Letras, escolheu Junqueira Freire como seu patrono.[1]

PublicaçõesEditar

  • Inspirações do Claustro, 1855
  • Contradições poéticas
  • Tratado de eloqüência nacional
  • Ambrósio

Referências

  1. Biografia na página da Academia Brasileira de Letras


Precedido por
  ABL - patrono da cadeira 25
Sucedido por
Franklin Dória
(fundador)


  Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.