Abrir menu principal

Jurista

pessoa que estuda, desenvolve ou aplica a lei, como advogados, juízes etc.
(Redirecionado de Jurisconsulto)
Rudolf von Ihering, um dos mais importantes juristas do direito alemão.

Um jurista e, em algumas acepções, jurisconsulto, jurisperito e, ainda, jurisprudente[1], é toda pessoa que dependa de licenciatura em Direito para atuar profissionalmente. A esfera pública possui diversas espécies desta profissão como o promotor, procurador, juiz (em que estão inclusos desembargador e ministro do Judiciário), defensor público e delegado. Por outro lado, a esfera privada possui os advogados (nas mais diversas áreas de especialização) e os juízes arbitrais, apesar de estes não dependerem de formação jurídica para exercer o ofício no Brasil. Um jurista, no sentido estrito, é alguém que estuda, analisa e comenta a lei, ensina Direito ou escreve livros jurídicos [2] o que contrasta com um advogado, alguém que assessora e defende juridicamente um cliente e pensa o direito em termos práticos. [3] [4] Uma pessoa pode ser um advogado e jurista, mas um jurista não é necessariamente um advogado, tampouco o advogado é necessariamente um jurista[5]. O jurista possui um amplo conhecimento da "lei". O trabalho do jurista é o estudo, e análise da lei e trabalho do advogado é a defesa jurídica e a assistência judicial das pessoas particulares. Na América Latina especificamente só se utiliza o termo jurista para fazer referência aos expertos do direito, em qualquer de seus ramos, que alcançaram um alto nível de desenvolvimento teórico. Logo, o termo consiste em uma distinção ou reconhecimento atribuído pela comunidade jurídica até porque assim ninguém se intitula, mas é reconhecido como.[6]

OrigemEditar

Atribui-se a origem destes termos ao sistema jurídico romano, que por volta do século IV a.C., ao tornar públicas as normas, surgiu a necessidade de interpretá-las. Estes intérpretes foram nomeados jurisprudentes ou jurisconsultos. Sua função era estudar a lei e responder às consultas públicas, solucionando os casos que lhes eram apresentados. Suas interpretações originaram a jurisprudência.[7]

Ver tambémEditar

 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Jurista

Referências

  1. Dicionário Aurélio, verbetes jurisconsulto, jurista, jurisperito e jurisprudente - nota-se que este último termo raramente é utilizado como sinônimo de jurisconsulto, e sim como relativo ao conjunto da jurisprudência
  2. Garner, Bryan A. (2009). Black's law dictionary 9th ed. St. Paul, Minn.: West. pp. Jurisprudence entry. ISBN 0314199497 
  3. Cusack, Warren (2015). Literature and the Law of Nations. Oxford, UK: Oxford University Press. ISBN 978-0198719342 
  4. Vieto Piergiovanni (2000). Comparative Studies in Continental and Anglo-American Legal History. Germany: Duncker & Humblot. p. 236. ISBN 978-3428097562 
  5. Melville Madison Bigelow, Centralization and the Law: Scientific Legal Education (1906), p. 219.
  6. Cusack, Warren (2015). Literature and the Law of Nations. Oxford, UK: Oxford University Press. ISBN 978-0198719342 
  7. SANTOS, Severino Augusto. Jus Romanum - uma Introdução ao Direito Civil. 2005