Karita Mattila

Karita Mattila (Somero, Finlândia, 5 de setembro de 1960) é uma soprano e atriz finlandesa.[1][2]

Karita Mattila
Nascimento Karita Marjatta Mattila
5 de setembro de 1960 (61 anos)
Somero
Residência Asikkala
Cidadania Finlândia
Alma mater
Ocupação cantora, cantora de ópera
Prêmios
  • cavaleiro das Artes e das Letras
  • Pro Finlândia Medalha da Ordem do Leão da Finlândia (2001)

CarreiraEditar

Nascida em Somero, Finlândia, Mattila se formou em 1983 na Sibelius Academy em Helsinque, onde estudou canto com Liisa Linko-Malmio. Ela então continuou seus estudos com Vera Rózsa em Londres.

Também em 1983, Mattila ganhou o primeiro Cardiff Singer of the World Competition. Em 1985, ela fez sua Royal Opera House.

Em 2001, o The New York Times escolheu Karita Mattila como a melhor cantora do ano por sua atuação em Fidelio no Metropolitan Opera, e no mesmo ano ela foi indicada para o prêmio Laurence Olivier de "Outstanding Achievement in Opera".

As apresentações de Mattila em Nova York em Salome e subsequente Káťa Kabanová em 2004 inspiraram a imprensa de Nova York a escrever: "Quando a história da Metropolitan Opera por volta do milênio for escrita, Karita Mattila merecerá seu próprio capítulo."

Em 2005, ela foi nomeada Música do Ano de 2005 pela Musical America, que a descreve como "a atriz cantora mais eletrizante de nossos dias, o tipo de artista que renova uma forma de arte envelhecida e leva o público ao frenesi". A BBC Music Magazine nomeou Mattila como uma das 20 melhores sopranos da era gravada em 2007.

O público mundial viu Mattila em Manon Lescaut ao vivo nos cinemas em 2008. Salome e Tosca do Metropolitan foram vistos ao vivo em alta definição em 2008 e 2009, respectivamente.

Em 2010, na Opéra National de Lyon, Mattila criou o papel de Émilie du Châtelet no monodrama Émilie, de Kaija Saariaho, dedicado a ela.

Em 2020, Mattila fez uma paródia de si mesma como uma diva da ópera presa na Finlândia, na nova ópera cômica Covid fan tutte.[3][4]

GravaçõesEditar

Recitais soloEditar

  • Arias & Scenes (Erato) cond. Yutaka Sado; Queen of Spades, Jenufa, Elektra.
  • German Romantic Arias (Erato), Staatskapelle Dresden, cond. Sir Colin Davis; Beethoven, Weber.

Lieder

Ao vivo

  • Karita Live! (Ondine) cond. Jukka Pekka Saraste; Wagner, Verdi, Strauss, Gershwin
  • Helsinki Recital (Ondine), Martin Katz (piano); Duparc, Kaija Saariaho Quatre instants, Rachmaninov, Dvořák Gypsy songs.

'Compilações

  • Excellence – The Artistry of Karita Mattila (Ondine)

Óperas completasEditar

Obras sinfônicasEditar

  • Mozart: Requiem (DG)
  • Beethoven: Symphony no. 9 (DG)
  • Shostakovich: Symphony no. 14 (EMI Classics)
  • Schoenberg: Gurrelieder (EMI Classics)
  • Bernstein: Symphony no. 3 (Erato)
  • Sibelius: Kullervo (BIS)
  • Mendelssohn: Symphony no. 2 (DG)
  • Schubert: Mass in E flat major; Mozart: Aria of the Angel, Laudate dominum (DG)

Música popularEditar

DVDsEditar

Referências

  1. Kettle, Martin (14 de março de 2007). «Are these the 20 best sopranos of the recorded era?». the Guardian (em inglês). Consultado em 8 de maio de 2018 
  2. «Karita Mattila facts, information, pictures | Encyclopedia.com articles about Karita Mattila». www.encyclopedia.com (em inglês). Consultado em 8 de maio de 2018 
  3. «Karita Mattila Awarded Order of the Lion of Finland». 3 de dezembro de 2020 
  4. «Are these the 20 best sopranos of the recorded era?». The Guardian. 2007. Consultado em 4 de dezembro de 2016 
  5. Ondine 0 ODE892-2 (58 minutes: DDD). Texts and translations included. Recorded in association with Helsingin Energia. Gramophone review