Abrir menu principal
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde março de 2015). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Índia Varanasi

Varanássi • Benares • Banaras • Kashi • वाराणसी

 
  Cidade  
Varanasi vista do Rio Ganges.
Varanasi vista do Rio Ganges.
Localização de Varanasi no Uttar Pradesh
Localização de Varanasi no Uttar Pradesh
Varanasi está localizado em: Índia
Varanasi
Localização de Varanasi na Índia
Coordenadas 25° 19' N 83° E
Estado Uttar Pradesh
Fundação ca 3 000 a.C.
- Prefeito Kaushlendra Singh
Área
- Total 1 550 km²
Altitude 80 m
População (2001)
 - Total 3 147 927
    • Densidade 2 030,9 hab./km²
Website varanasi.nic.in
Cidade sagrada do Hinduísmo

Varanasi ou Varanássi[1] (em sânscrito: वाराणसी , Vārāṇasī, AFI:Loudspeaker.svg? [ʋaːˈɾaːɳəsiː]), comumente conhecida como Benares (em hindi: बनारस e em urdu: بنارس , transl. Banāras, AFI:Loudspeaker.svg? [bəˈnɑːɾəs]) e, localmente, como Kashi (em hindi: काशी , em urdu: کاشی , Kāśī, AFI:Loudspeaker.svg? [ˈkaːʃiː]), é uma cidade do estado de Uttar Pradesh, na Índia. Localizada às margens do Rio Ganges, tem mais de 3 000 000 de habitantes e é uma das cidades continuamente habitadas mais antigas do mundo. É a cidade mais sagrada do hinduísmo.

HistóriaEditar

A data exata da fundação de Varanasi é desconhecida, já que as únicas fontes de informações partem das tradições hindus. Segundo os brâmanes, Varanasi foi fundada por Xiva[2] há mais de 5 000 anos, o que a faz uma das sete cidades sagradas do hinduísmo. Contudo, estudiosos consideram a hipótese de que a cidade tenha surgido há cerca de 3 000 anos.[carece de fontes?]

Varanasi foi um grande centro comercial e industrial, tendo se destacado na produção e distribuição de marfim, seda e perfumes.[3] Na época de Sidarta Gautama era a capital do reino de Kasi,[3] o mais poderoso entre os dezesseis Mahajanapadas.[carece de fontes?] Foi na localidade próxima de Saranate que o Buda fez seu primeiro sermão, por volta de 528 AC, marcando a fundação do budismo.[4] Posteriormente foi conquistada pelo Reino de Côssala, mas se manteve um importante centro cultural por milênios. Por volta do ano 635 DC foi visitada pelo monge chinês Xuanzang, que registrou que a cidade era um centro religioso, artístico e educacional, e que se estendia por 5 km ao longo da margem ocidental do rio Ganges.[3]

Em 1737, formou-se o Reino de Benares quando o Império Mogol reconheceu oficialmente sua independência. Entre 1775 e 1947 esteve sob controle colonial como um estado tributário, primeiro da Companhia Britânica das Índias Orientais, e após 1858 do Raj britânico, mas sempre mantendo a autonomia dos rajás e marajás, chamados de Kashi Maresh. Benares obteve o status de estado principesco em 1911, que manteve até a independência da Índia em 1947, quando o reino foi dissolvido e se uniu ao Domínio da Índia, passando a compor o estado de Uttar Pradesh. Mesmo sem o controle político da cidade, o Kashi Maresh ainda é reverenciado em Varanasi e atua como uma liderança religiosa, sendo considerado a reencarnação de Xiva. O título continua sendo passado hereditariamente pela dinastia Narayan.

Referências

  1. Darmapada: a doutrina budista em versos. Tradução de Fernando Cacciatore de Garcia. Porto Alegre, RS. L&PM Editores. 2010. p. 17.
  2. Louis Jacoilliot, Occult Science in India, Capítulo V, The bronze vase - musical accompaniments
  3. a b c Pletcher, Kenneth (2011). The Geography of India: Sacred and Historic Places (em inglês) 1st ed. New York: Britannica Educational Pub. in association with Rosen Education Services. pp. 159–160. ISBN 978-1-61530-202-4. OCLC 680616792 
  4. Melton, J. Gordon; Baumann, Martin (21 de setembro de 2010). Religions of the World: A Comprehensive Encyclopedia of Beliefs and Practices (em inglês). Volume 1 2ª ed. Santa Barbara: ABC-CLIO. pp. 2536–2537. ISBN 9781598842043 


  Este artigo sobre Geografia da Índia é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.