Kesennuma

Japão Kesennuma

気仙沼市 (-shi)

 
  Cidade  
Prefeitura de Kesennuma
Prefeitura de Kesennuma
Símbolos
Bandeira de Kesennuma
Bandeira
Brasão de armas de Kesennuma
Brasão de armas
Localização
Localização de Kesennuma
País  Japão
Prefeitura Miyagi
Características geográficas
Área total 332,44 km²
População total (2020) 59,803 hab.
Densidade 190 hab./km²

Kesennuma (気仙沼市; -shi) é uma cidade japonesa localizada na província de Miyagi[1].

Em 2020, a cidade tinha uma população estimada em 59.803 habitantes e uma densidade populacional de 190 h/km² em 26.390 domicílios[2]. A área total da cidade é de 332,44 km². Grandes partes da cidade foram destruídas pelo terremoto e tsunami de Tōhoku em 2011 e também por grandes incêndios ocorridos em 11 de março de 2011.

Recebeu o estatuto de cidade a 1 de Junho de 1953.

Pertence à rede das Cidades Cittaslow.

GeografiaEditar

Kesennuma fica no extremo nordeste da prefeitura de Miyagi, localizada ao redor da parte ocidental da Baía de Kesennuma e que também inclui a ilha de Ōshima. Seu litoral é profundamente recuado formando a fronteira sul do Parque Nacional Sanriku Fukkō, que se estende ao norte até a prefeitura de Aomori.

A cidade faz fronteira com a Baía de Hirota, a Baía de Kesennuma e o Oceano Pacífico a leste. O ponto mais alto em Kesennuma é o Monte Ōmori, com 711,9 metros de altura, na fronteira com Motoyoshi, enquanto o ponto mais baixo é o nível do mar. O rio Ōkawa flui pela cidade até a Baía de Kesennuma.

Cidades vizinhasEditar

Prefeitura de MiyagiEditar

Prefeitura de IwateEditar

ClimaEditar

Kesennuma tem um clima úmido (classificação climática de Köppen Cfa) caracterizado por verões amenos e invernos frios. A temperatura média anual em Kesennuma é de 10,6 °C. A média anual de chuvas é de 1279 mm com setembro como o mês mais úmido. As temperaturas são mais altas em média em agosto, em torno de 23,3 °C, e menor em janeiro, em torno de -0,7 °C[3].

HistóriaEditar

A área da atual Kesennuma fazia parte da antiga província de Mutsu e foi estabelecida desde pelo menos o período Jōmon pelo povo Emishi, como evidenciado por numerosos sambaquis de conchas encontrados em áreas costeiras. Durante a última parte do período Heian, a área foi governada pelo Norte de Fujiwara. Durante o período Sengoku, a área foi contestada por vários clãs samurais antes da área ficar sob o controle do clã Data do Domínio de Sendai durante o período Edo, sob o xogunato Tokugawa. A cidade de Kesennuma foi fundada em 1º de junho de 1889 dentro do distrito de Motoyoshi, Miyagi com a criação do moderno sistema de municípios.

Kesennuma City foi formada em 1º de junho de 1953, quando a cidade de Kesennuma anexou a cidade vizinha de Shishiori e a vila de Matsuiwa. Em 1º de abril de 1955, a cidade anexou as aldeias de Niitsuki, Hashikami e Oshima. Em 31 de março de 2006, a cidade de Karakuwa e em 1 de setembro de 2009 a cidade de Motoyoshi (ambas do distrito de Motoyoshi também foram incorporadas em Kesennuma.

Sismo e tsunami de TohokuEditar

Em 11 de março de 2011, grandes partes da cidade foram destruídas pelo tsunami em consequência ao terremoto de Tōhoku. A ilha de Ōshima e seus 3.000 moradores, localizados nos limites da cidade, ficou isolada pelo tsunami que danificou os seus acessos que eram feitos através de uma balsa. Após o tsunami, o combustível derramado da frota de barcos e navios pesqueiros da cidade pegou fogo e permaneceu queimando por quatro dias[4][5]. Em 22 de abril de 2011, a cidade havia confirmado 837 mortes, com 1.196 desaparecidos. Um jovem foi encontrado vivo sob os escombros de uma casa oito dias depois da passagem tsunami[6] e um cachorro foi encontrado vivo sobre uma casa arrastada para o mar três semanas depois da passagem do tsunami, sendo resgatado pela guarda costeira[7].

Em agosto de 2013, os moradores decidiram destruir um barco de pesca, o Kyotoku Maru Nº18, que foi levado para dentro da cidade pelo tsunami de 2011. Haviam planos de preservar o barco como um monumento, pois ele havia se tornado um símbolo do tsunami na cidade[8][9].

EconomiaEditar

Kesennuma tem sua economia baseada no turismo e na pesca comercial, sendo este último a atividade pela qual a cidade é conhecida e também pela produção de atum skipjack, mantendo o porto de pesca muito ativo. Antes do desastre de 2011, a cidade era o porto mais movimentado do Japão para o processamento de Sardini e peixe-espada. Atualmente, a pesca e as indústrias associadas respondem por 85% dos empregos na cidade.

TransporteEditar

FerroviasEditar

  • East Japan Railway Company (JR East) - Linha Kesennuma (operações suspensas indefinidamente e substituídas por um sistema BRT)
  • Companhia Ferroviária do Japão Oriental (JR East) - Linha Ōfunato (operações suspensas indefinidamente e substituídas por um sistema BRT)

RodoviasEditar

  • Via Expressa Sanriku
  • Rota Nacional 45
  • Rota Nacional 284
  • Rota Nacional 346

Cidades-irmãsEditar

Cooperação com portosEditar

ReferênciasEditar

  1. «Kesennuma | Japan». Encyclopedia Britannica (em inglês). Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  2. «Censo populacional de Kesennuma». www.kesennuma.miyagi.jp. 1 de janeiro de 2020. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  3. «Dados climáticos de Kesennuma». en.climate-data.org. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  4. «Tsunami Speeds 'Terminal Decline' of Japan's Fish Industry». Bloomberg.com (em inglês). 25 de abril de 2011. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  5. G1, Do; Internacionais, Com Agências (11 de março de 2011). «Grande incêndio atinge cidade na costa japonesa após terremoto». Mundo. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  6. Presse, France (18 de março de 2011). «Jovem é encontrado vivo sob escrombros 8 dias após tsunami». Mundo. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  7. G1, Do; AP, com (1 de abril de 2011). «Cão levado pelo tsunami é resgatado do mar após três semanas no Japão». Tsunami no Pacífico. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  8. «Cidade japonesa decide destruir navio símbolo do tsunami». Terra. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 
  9. «Japanese town to scrap marooned 'tsunami boat'». BBC News (em inglês). 13 de agosto de 2013. Consultado em 8 de fevereiro de 2021 

Ligações externasEditar

    Este artigo é um esboço sobre Geografia da prefeitura de Miyagi. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.


Prefeitura de Miyagi
Cidades
Furukawa | Higashimatsushima | Ishinomaki | Iwanuma | Kakuda | Kesennuma | Kurihara | Minamisanriku | Natori | Onagawa | Osaki | Sendai | Shiogama | Shiroishi | Tagajo | Tome
Distritos
Igu | Kami | Katta | Kurihara | Kurokawa | Miyagi | Monou | Motoyoshi | Oshika | Shibata | Shida | Tamatsukuri | Toda | Watari