Kumonosu-jō

filme de 1957 dirigido por Akira Kurosawa

Trono Manchado de Sangue (蜘蛛巣城 Kumonosu-jō?, literalmente "Castelo Teia de Aranha") é um filme japonês de 1957 dirigido por Akira Kurosawa, que transpôs a obra Macbeth de William Shakespeare para o Período Sengoku japonês.

蜘蛛巣城
Kumonosu-jō
Trono Manchado de Sangue (PRT/BRA)
 Japão
1957 •  p&b •  105 min 
Direção Akira Kurosawa
Roteiro Shinobu Hashimoto
Ryuzo Kikushima
Akira Kurosawa
Hideo Oguni
Elenco Toshirō Mifune
Isuzu Yamada
Takashi Shimura
Género guerra, samurai
Idioma japonês

O filme foi considerado, pelo crítico literário Harold Bloom como a melhor adaptação cinematográfica de Macbeth[1].

SinopseEditar

Japão, século XVI. As guerras civis sacodem o país. Dois valentes samurais, os generais Washizu Taketori (Toshirō Mifune) e Miki (Minoru Chiaki), regressam aos seus domínios depois de uma batalha vitoriosa. No caminho, uma misterioso ser profetiza futuro de Washizu: o guerreiro se converterá no Senhor do Castelo do Norte. A partir deste fato Washizu, auxiliado por sua esposa Asaji Isuzu Yamada, se vê imerso numa trágica e sangrenta luta pelo poder.

Referências

  1. Harold Bloom, Shakespeare: The Invention of the Human. New York: 1999. ISBN 1-57322-751-X, p.519

Ver tambémEditar

  Este artigo sobre um filme é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.