Abrir menu principal

Kurt Goldstein

professor académico alemão
Kurt Goldstein
Nascimento 6 de novembro de 1878
Katowice
Morte 19 de setembro de 1965 (86 anos)
Nova Iorque
Cidadania Alemanha, Estados Unidos
Alma mater Universidade de Heidelberg, Universidade de Breslávia
Ocupação neurologista, psiquiatra, professor universitário, psicólogo
Empregador Universidade de Frankfurt, Universidade Harvard, Universidade Humboldt de Berlim

Kurt Goldstein (Katowice, 6 de novembro de 1878 - 19 de setembro de 1965) foi um neurologista e psiquiatra alemão e judeu. Pioneiro em neuropsicologia moderna e co-editor do Journal of Humanistic Psychology. Ele criou uma teoria holística do organismo, com base na teoria da Gestalt que influenciou profundamente o desenvolvimento da Gestalt-terapia. Seu livro mais importante é "O Organismo" (1934), em alemão: Der Aufbau des Organismus.[1]


BiografiaEditar

Kurt Goldstein nasceu em uma grande família judaica. Após a sua formação inicial ele estudou Filosofia na Universidade de Heidelberg, antes de ir para a Universidade de Breslau, onde estudou Medicina. Em Breslau, Goldstein serviu como um assistente de laboratório de Ludwig Edinger e estudou com Carl Wernicke. Goldstein publicou uma pequena enfermaria de neurologia, e depois da morte de Edinger, assumiu o papel de professor de neurologia.

Após a Primeira Guerra Mundial, Goldstein aproveitou o grande número de lesões cerebrais traumáticas na clínica e estabeleceu o Instituto de investigação sobre as consequências de lesões cerebrais e com isso desenvolveu a teoria das relações cérebro-mente.[2]

Em 1930, Goldstein aceitou uma posição na Universidade de Berlim. Em 1933, o Partido Nazista subiu ao poder e Goldstein foi preso e encarcerado em um porão. Depois de uma semana ele foi libertado sob a condição de deixar o país imediatamente e nunca voltar. Em 1934, vivendo em Amesterdão, e apoiado pela Fundação Rockefeller, e escreveu sua obra principal: O Organismo. Goldstein emigrou para os EUA em 1935 e tornou-se um cidadão americano em 1940. Sua esposa Eva Rothmann era a filha do neuroanatomista Max Rothmann.

ObrasEditar

  • Goldstein, Kurt (1939/1995). The Organism: A Holistic Approach to Biology Derived from Pathological Data in Man. Zone Books. ISBN 0-94-229997-3.
  • Goldstein, Kurt. (1940). Human Nature in the Light of Psychopathology. Cambridge: Harvard University Press.
  • Goldstein, Kurt; Scheerer, Martin.(1941): Abstract and Concrete Behavior: An Experimental Study With Special Tests. In: Psychological Monographs, ed. by John F. Dashell, Vol. 53/1941, No. 2 (whole No. 239), S. 1-151.
  • Goldstein, Kurt.(1942) After effects of brain injuries in war. New York: Grune & Stratton.
  • Goldstein, Kurt., Hanfmann, E., Rickers-Ovsiankina (1944). Case Lanuti: Extreme Concretization of Behavior Due to Damage of the Brain Cortex. In: Psychological Monographs, ed. by John F. Dashell, Vol. 57/1944, No. 4 (whole No. 264), S. 1-72.
  • Goldstein, Kurt., Scheerer, M., Rothmann, E. (1945). A Case of “Idiot Savant”: An Experimental Study of Personality Organization. In: Psychological Monographs, ed. by John F. Dashell, Vol. 58/1945, No. 4 (whole No. 269), S. 1-63.
  • Goldstein, Kurt. (1948). Language and Language Disturbances: Aphasic symptom complexes and their significance for medicine and theory of language. New York: Grune & Stratton.
  • SILVA, C. A. F. (Org.). Kurt Goldstein: psiquiatria e fenomenologia. Cascavel, PR: Edunioeste, 2015 [Série Estudos Filosóficos]

Referências