Língua balanta

Balanta
Falado em: (Balanta-Kentohe) Guiné-Bissau, (Balanta-Ganja) Gâmbia, Senegal
Total de falantes: 510 mil (2006)
Família: Nigero-congolesa
 Atlântico–Congoleas
  Bak–Bijago
   Bak própria
    Balanta
Estatuto oficial
Língua oficial de:  Senegal
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: ambos:
ble — Balanta-Kentohe
bjt — Balanta-Ganja

Balanta é uma língua falada entre a província de Casamança, no Senegal, e o rio Geba, no norte da Guiné-Bissau. A língua balanta pertence à família atlântica do tronco nigero-congolês, que possui como línguas mais faladas o fula, o uolofe, o diúla, o sererê e o timené. A língua balanta encontra-se no braço do norte, no grupo denominado Bak, juntamente com o diola, o manjaco, o mancanha e o papel.

Balanta-KentoheEditar

A Língua Balanta-Kentohe (Kəntɔhɛ) é falada por um total de 423 mil pessoas na costa centro-norte e central da Guiné-Bissau (em 2006 era falada por 397 mil pessoas, muitas das quais podem ser encontradas na região de Oio][1]) bem como em Gâmbia. Filmes e partes da Bíblia foram produzidos em Balanta-Kentohe.

O dialeto Kəntɔhɛ é falado no norte, enquanto o dialeto Fora é falado no sul.[2]

Nomes e dialetosEditar

Ethnologue lista nomes alternativos como Alante, Balanda, Balant, Balanta, Balante, Ballante, Belante, Brassa, Bulanda, Frase, Fora, Kantohe (Kentohe, Queuthoe), Naga e Mane. Os dialetos Naga, Mane e Kantohe podem ser línguas diferentes.

Balanta-GanjaEditar

Balanta-Ganja era falado por 86 mil (2006) no canto sudoeste e ao sul do Senegal. [A alfabetização é inferior a 1%.[3][4] Em setembro de 2000, Balanta-Ganja recebeu o status de língua nacional no Senegal e, a partir de então, pode ser ensinado na escola primária.

Nomes e dialetosEditar

Ethnologue lista nomes alternativos como Alante, Balanda, Balant, Balante, Ballante, Belante, Brassa, Bulanda, Fjaa, Fraase (Fraasɛ); dialetos são Fganja (Ganja) e Fjaalib (Blip).

EstruturaEditar

O paradigma verbal do balanta apresenta os seguintes morfemas de tempo e de modalidade: {-Æ} presente, passado remoto, futuro, mudança de estado, dêitico, concluso, e inconcluso. Os quatro últimos são usados para expressar a atitude do falante em relação ao conteúdo proposicional ou ao valor de verdade do enunciado, ou em relação ao ouvinte a quem o enunciado se destina. O morfema {-Æ} presente, de acordo com o paradigma verbal e o tipo de verbo, apresenta valores como presente e passado acabado; presente ou futuro inacabado; os morfemas de modalidade, de acordo com o paradigma verbal e o tipo de verbo, apresentam valores como mudança de estado e interrupção da ação, fechamento da ação no tempo e certeza ou não fechamento da ação e incerteza.

FonologiaEditar

Esses são os fonemas das língua e dialetos Batanga .[5][6]

ConsoantesEditar

Consoantes balanta
Labial Dental Alveolar Palatal Velar Labial-
velar
Glotal
Oclusiva surda t c k kp
sonora b d ɟ ɡ ɡb
prenasal vl. ⁿt ᶮc ᵑk ᵑkp
prenasal vd. ᵐb ⁿd ᶮɟ ᵑɡ ᵑɡb
Fricativa surda f θ s h
prenasal ᶬf ⁿθ ⁿs
Nasal m n ɲ ŋ
Rótica r
Lateral l
Aproximante j w

Sons surdos [c k kp] são ouvidos apenas no dialeto da Guiné-Bissau.

VogaisEditar

Vogais balanta
Front Central Posterior
Fechada i iː u uː
ɪ ɪː ʊ ʊː
Medial e eː ə o oː
ɛ ɛː ɔ ɔː
Aberta a aː

EscritaEditar

No Senegal, o Decreto nº 2005-979 prevê uma ortografia de Balanta como segue:[7][8]

Alfabeto balanta no Senegal
A B Ɓ D E F G H I J L M N Ñ Ŋ O R S T Ŧ U W Y
a b ɓ d e f g h i j l m n ñ ŋ o r s t ŧ u w y

Algumas frases simplesEditar

  • Que bala cá tó? - Para onde vais?
  • Nhiri cá tó thigna. - Eu vou voltar.

NotasEditar

  1. «Balanta-Kentohe at the Rosetta Project». The Rosetta Project 
  2. Wilson, William André Auquier. 2007. Guinea Languages of the Atlantic group: description and internal classification. (Schriften zur Afrikanistik, 12.) Frankfurt am Main: Peter Lang.
  3. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome ethno1
  4. Erro de citação: Etiqueta <ref> inválida; não foi fornecido texto para as refs de nome ethno2
  5. Creissels, Denis; Biaye, Séckou (2016). Le balant ganja : phonologie, morphosyntaxe, liste lexicale, textes (em francês). Dakar: IFAN Cheikh Anta Diop 
  6. Mbodj, Chérif (2011). Description synchronique du Balante So:fa (Guinée-Bissau) [Synchronic description of Balante So:fa (Guinea-Bissau)] (Tese de Doctoral) (em francês). Université Cheikh Anta Diop 
  7. Gomes, Cleonice Candida (2008). O sistema verbal do balanta: um estudo dos morfemas de tempo [The verbal system of Balanta: a study of time morphemes] (Tese de Doctoral). Universidade de São Paulo. doi:10.11606/t.8.2008.tde-19012009-154521   Parâmetro desconhecido |doi-access= ignorado (ajuda)
  8. Gouvernement du Sénégal, Décret n° 2005-979.

BibliografiaEditar

  • Mansaly, Jules. 2018. Dictionnaire des proverbes balant: Une langue du groupe atlantique-ouest de la famille niger-congo au Sénégal. (Series: Verbal Art and Documentary Literature in African Languages Volume 37.) Rüdiger Köppe Verlag.
  • Migeod, F.W.H., The Languages of West Africa Volume II London 1913.
  • Westermann, D. & Bryan, M.A. The Languages of West Africa. Published for the International African Institute by Dawsons of Pall Mall, Folkestone & London 1970.

Ligaç~es exrenasEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.