Abrir menu principal
Latgália (Letônia, Rússia)
Falado em: Latgale, Selônia, Vidzeme, Sibéria, Bascortostão
Total de falantes: 150 a 200 mil (2009)
Família: Indo-europeia
 Balto-Eslava
  Báltica
   Báltica Oriental
    Letã
     Latgália
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: ltg
Distribuição das tribos Bálticas ca. 1200 (limites aproximados)

A língua Latgaliana é falada em Latgale, a porção oriental da Letônia. Ainda se discute se trata-se de uma língua separada ou um dialeto da língua letã.[1] Sua forma  normatizada é reconhecida e protegida como uma variante da língua letã pelas leis da Letônia.[2]

ClassificaçãoEditar

O Latgalian faz parte do ramo das línguas bálticas orientais, do grupo das línguas bálticas, das línguas indo-europeias. O ramo inclui também as línguas Letã, Lituana, e o Samogício (dialeto). A língua é moderadamente flexionada; o número dos verbos e as formas dos substantivos são característicos das muitas demais línguas bálticas e eslavas.

HistóriaEditar

Originalmente os Latgaliano eram uma tribo que vivia nas modernas Vidzeme e Latgale. Acredita-se que eles falavam a língua letã, que mais tarde se espalhou pelo resto da moderna Letônia, absorvendo características do Curoniano antigo, da língua semigaliana, da língua seloniana e das Livonianas. O Latgale moderno tornou-se politicamente separados durante os guerras sueco-polonesas, mantendo-se parte da Comunidade Polaco-Lituana como Inflanty Voivodeship, enquanto o resto dos letões viveu em terras dominadas pela nobreza alemã báltica. Os dois séculos de desenvolvimento separado e a influência de diferentes línguas de mais prestígio provavelmente contribuíram para o desenvolvimento do moderno Latgaliano como distinto da língua falada em Vidzeme e em outras partes da Letônia.

A linguagem Latgalian moderna na tradição literária começou a se desenvolver no século XVIII a partir de vernáculos falados pelos letões na parte oriental da Letônia. O primeiro livro publicado em Latgaliano ainda sobrevivente é "Evangelia toto anno" (Evangelhos para o ano inteiro) em 1753 Os primeiros sistemas de ortografia foram tomados de língua polonesa e utilizadas letras “Antiqua”. Era muito diferente da ortografia alemã de influência, geralmente escrita em Blackletter ou Gothic utilizada para a língua letã no resto do Letônia. Muitos livros Latgaliano do século XVIII e início do século XIX são de autoria de sacerdotes jesuítas que vieram de vários países europeus para Latgale como o posto avançado norte-oriental da Igreja Católica; seus escritos incluíam literatura religiosa, calendários e poesia. 

A publicação de livros na língua Latgaliana junto com a Lituano foi proibido de 1865 a 1904, junto com a proibição de utilizar letras latinas nessa parte do Império Russo que seguiu à Revolta de Janeiro, onde os insurgentes poloneses na Polônia, também na Lituânia e Latgale questionaram a regra czarista. Durante a proibição, apenas um número limitado de textos religiosos católicos contrabandeados e alguma literatura escrita à mão estava disponível, por exemplo, calendários escritos pelo camponês autodidata Andryvs Jūrdžys.

Após a revogação da proibição, em 1904, houve um renascimento rápido da tradição literária Latgaliana; primeiros jornais, livros didáticos, gramáticas apareceram. Em 1918, Latgale tornou-se parte do Estado letão recém-criado. De 1920 a 1934, a duas tradições literárias de letãs se desenvolveram em paralelo. Um feito notável durante esse período foi a tradução original do Novo Testamento em Latgaliano pelo sacerdote e estudioso Aloizijs Broks, publicado em Aglona em 1933 Após o golpe perpetrado por Kārlis Ulmanis em 1934, o ensino do dialeto Latgaliano foi retirado do currículo escolar e foi invalidada a língua para uso em instituições do Estado; isso foi parte de um esforço para padronizar o uso da língua letã. O Latgaliano sobreviveu como uma língua falada durante a anexação pela soviética da Letônia (1940-1991) enquanto a literatura impressa em Latgaliano praticamente deixou de existir entre 1959 e 1989 Alguns intelectuais Latgalianos em emigração continuaram a publicar livros e estudos sobre a linguagem, principalmente Mikels Bukšs.[3] 

Desde a restauração da Letônia independente tem havido um notável aumento de interesse pela língua Latgaliano e do seu património cultural. A língua é ensinada como disciplina opcional em algumas universidades; em Rēzekne pela Editora do Centro de Cultura Latgaliana[4]  liderada por Jānis Elksnis,[5] imprime ambos os livros antigos e novos em Latgaliano.

Em 1992, Juris Cibuļs e com Lideja Leikuma publicaram um dos primeiros livros em alfabeto Latgaliano após a restauração da língua. 

No século XXI, a linguagem Latgaliana tornou-se mais visível na vida cultural da Letônia. Além de seus movimentos de preservação, o Latgaliano pode ser mais frequentemente ouvida em diferentes entrevistas nos canais de televisão nacionais. Há também grupos de rock modernas, como MC Borowa MC e Dabasu Durovys cantando em Latgalian que tiveram sucesso moderado em todo o país. Hoje, o Latgaliano também é encontrado na forma escrita em sinais públicos, como alguns nomes de ruas e em lojas. 

Distribuição geográficaEditar

[[

File:Everyday use of Latgalian (2011).svg|thumbnail|300px|Uso do Latgaliano da comunicação dia-a-dia da Letônia]]. O Latgalian é  falado por cerca de 150 mil pessoas principalmente na Letônia, havendo ainda pequenas comunidades que a falam na Sibéria, Rússia.

Status oficialEditar

Entre 1920 e 1934, o Latgaliano foi utilizado pelo governo local na educação no Latgale. Hoje, o Latgaliano não é usado como língua oficial em qualquer lugar na Letônia. Porém, é formalmente protegido pela Lei da língua letã que afirma que "O Estado da Letônia garante a preservação, proteção e desenvolvimento da linguagem literária Latgaliana como uma variante histórica da língua letã" (§3.4).[6] O Latgaliano é uma língua separada ou um dialeto da língua letã? Essa é uma questão que tem sido assunto de intenso debate ao longo do século XX. Os defensores da língua Latgaliana como os  linguistas Antons Breidaks e Lidija Leikuma sugeriram que a língua teria características de uma linguagem independente. Oficialmente Latgaliana é considerado uma variedade de letão, o que significa que língua letã tem duas normas escritas diferentes - Letóão e Latgaliano.

DialetosEditar

Falantes Latgalianos podem ser classificados em três grupos principais - do Norte, Central e do Sul. Esses três grupos de variantes locais são inteiramente mutuamente inteligíveis, caracterizado-se apenas por pequenas alterações nas vogais, ditongos e algumas terminações de inflexões. Os dialetos regionais do centro de Latgale (aquelas faladas nas cidades e municípios rurais de Juosmuiža, Vuorkova, Vydsmuiža, Vilani, Sakstygols, Ūzulaine, Makašāni, Drycāni, Gaigalova, Bierži, Tiļža e Nautrāni) formam a base fonética do padrão moderno do Latgaliano. A literatura do século XVIII foi mais influenciada pela variante sulista do Latgaliano.

AlfabetoEditar

A linguagem Latgalian utiliza uma forma do alfabeto latino com 35 letras. Sua ortografia é semelhante a do Letão, mas tem duas letras adicionais: y que representa o fonema [ɨ]), que não existe no Letão padrão. A letra ō sobrevive desde a ortografia letã anterior a 1957.

Alfabeto
Maiúscula Minúscula Pronúncia
A a [ɑ]
Ā ā [ɑː]
B b [b]
C c [t͡s]
Č č [t͡ʃ]
D d [d]
E e [e]
Ē ē [eː]
F f [f]
G g [ɡ]
Ģ ģ [ɟ]
H h [x]
I i [i]
Y y [ɨ]
Ī ī [iː]
J j [j]
K k [k]
Ķ ķ [c]
L l [l]
Ļ ļ [ʎ]
M m [m]
N n [n]
Ņ ņ [ɲ]
O o [o]
Ō ō [oː]
P p [p]
R r [r]
S s [s]
Š š [ʃ]
T t [t]
U u [u]
Ū ū [uː]
V v [v]
Z z [z]
Ž ž [ʒ]

Exemplos da línguaEditar

Tik skrytuļam ruodīs: iz vītys jis grīžās,
A brauciejam breinums, kai tuoli ceļš aizvess,
Tai ĺ cīši pret sprākduoju paušās,<jqabr> Jei nkaaaatteik – vacei gi dzej4nahiksgkqknn ezb gols d jruotGhs nagdauorbej ramu, junto grūžoj,
ye Ýothesg Vys jamās pa sovam ļuas auds pasauli puormeit,
Bet nak jau sevkuram vīns kuorsynoj myužu
I ramaņu jumtus līk īguodu kuormesemmmĺim.urss

Na vysim tai sadar kai kuošam ar sagqwb
Sirs narybmsk i nvaddabeidsytkjkz par sātmalrim tēufsmrēt,mg
fao A pruots rauga skaiwejsád pa w zeimem,
Kai rieáadeits, kod saulei vēļ vaiņuku jēme.

(Poema de Armands Kūceņš)

Pai-Nosso:

Myusu Tāvs, kurs esi dabasūs,
slaveits lai tūp Tovs vōrds.
Lai atnōk Tova vaļsteiba.
Tova vaļa lai nūteik, kai dabasūs,
  tai ari vērs zemes.
Myusu ikdīneiškū maizi dūd mums šudiņ.
I atlaid mums myusu porōdus,
kai i mes atlaižam sovim porōdnīkim.
In naved myusu kārdynōšonā,
  bet izglōb myusus nu ļauna Amen.

Frases
Latgaliano Letão Significado
Vasals! Sveiks! Olá! (literalmente, "São e Salvo!", "Sveiks" é mais comum como  "Olá" em Letão tem um significado diferente)
Loba dīna! Labdien! Olá, bom dia!
Muns vuords Eugeņs. Mans vārds ir Eugeņs. Meu nome é Eugene.
Šudiņ breineiga dīna! Šodien ir brīnišķīga diena! Hoje é um dia maravilhoso / lindo!
Vīns, div, treis, niu tu breivs! Viens, divi, trīs, nu tu esi brīvs! Um, dois, três, agora é como vocês! ( Contando - jogo para as crianças )
Asu aizjimts itamā šaļtī! Esmu aizņemts šobrīd! Estou ocupado no momento!
Es tevi mīļoju! Es tevi mīlu! Eu te amo!
Asu nu Latgolys. Esmu no Latgales. Eu sou da Latgalia. (Em Latvian, "esmu" é a forma curta de "es esmu.")
As īšu iz sātu. Es iešu mājās. Eu vou para casa. ('Note, "seta"' em letão significa o pátio de uma herdade, também a própria herdade, por isso num sentido mais rural / agrário de "casa" no Latgaliano que no letão "Majas", que é mais sugestivo para  casa. )
Maņ pateik vuiceitīs. Man patīk mācīties. Eu gosto de aprender. ( Notar, essa diferença marcante entre Latgalian e Letônia é bastante típica. O conjunto de exemplos aqui fica bastante semelhante, pois se refere a um conceito básicos. ')

Palavras comuns entre Latgaliano e Lituano, diferentes do LetãoEditar

Notar o impacto de influências externas na língua letã (Alemão em Kurzeme e Vidzeme, Polonês em Latgale).

Português Letão Latgaliano Lituano Notas
em torno apkārt apleik aplink aplinkus em Letão significa "indiretamente
sempre vienmēr vysod visad(a) visādi significa "varios" em Letão, forma arcaica para "sempre" is archaic
todos os dias- ikdienas- kasdīnys- kasdienis
ele viņš, šis jis jis
urgente steidzams skubeigs skubus skubīgs tem o mesmo significado los Letão, mas raramente é usada
interrogar, perguntar taujāt, izjautāt klaust klausti, klausinėti klausīties em Letão é "ouvir"; 'klau!' "significa" Ei! "; klaušināt 'significa pedir para várias pessoas
meita, meitene mārga mergina, merga meita em Letão é utilizado mais frequentemente como "filha", enquanto 'meitene' significa "menina" exclusivamente
lenço lakatiņš skareņa skarelė
vestido, casaca kleita sukne suknelė kleita em Letão é adaptado do Alemão das Kleid, Qualquer expressão nativa foi perdida. Latgaliano e Lituânio vem do Polonês 'suknia'.
topo, ápice galotne, virsotne viersyune viršūnė
pilar, coluna stabs stulps stulpas stulpiņi (diminutivoe, plural p/ "stulps") em Letão é usado para "polainas"
ler lasīt skaiteit skaityti skaitīt em Letão significa contar, noskaitīt é recitar
vir nākt atīt ateiti atiet em Letão significa para partir (a raiz da palavra "iet" significa "ir")
cadeia, grupo, linha rinda aiļa eilė aile em Letão significa linha em sentido muito restrito - refere-se ao espaço entre duas linhas
sentar apsēsties atsasēst atsisėsti
responder atbildēt atsaceit atsakyti -- torturar mocīt komuot kamuoti
morrer ( animais) nosprāgt nūgaist nugaišti
espremer maidzīt maidzeit maigyti
pegar um resferiado saaukstēties puorsaļt peršalti pārsalt em Letão significa congelar por completo (podendo morrer)
frio auksts solts šalta auksts é mais comum em Letão para for "frio" do que "salts" – frio de arrepiar
engano kļūda klaida klaida
página lappuse puslopa puslapis palavra composta, em Letão a ordem é "folha" + "lado", inversa da ordem em Latgaliano e Lituâno
abaixo, para baixo lejup zamyn žemyn zemu em Letão significa "baixo"
e, também un i ir un e arī são de uso comum em Letão, "i" é arcaico encontrado principalmente em canções folclóricas e na poesia
estabelecer-se em iekārtoties īsataiseit įsitaisyti
família ģimene saime šeima "ģimene" é usada em Letão para o núcleo familiar, 'Saime' denota da família e da casa, por exemplo, 'saimnieks, saimniece' é mestre e mestra (respectivamente, do lar) enquanto na Lituânia é giminė, usado para família grande
pátria tēvzeme tāvaine tėvynė
leste austrumi reiti rytai "rīti" é menos comum, uma forma poética em Letão 
oeste rietumi vokori vakarai "vakari" é menos comum, uma forma poética em Letão
ficar em pé piecelties atsastuot atsistoti
ferir sūrstēt pierkšēt perštėti
tesoura šķēres zirklis žirklės šķēres em Letão, a palavra se origina do Alemão n die Schere, dzirkles se refere a tosquia

NotasEditar

  1. Druviete, Ina (22 de julho de 2001). «Recenzija par pētījumu "Valodas loma reģiona attīstībā"» (em Latvian). Politika.lv. Consultado em 20 de agosto de 2013 
  2. «Valsts valodas likums» (em Latvian). Consultado em 15 de agosto de 2013 
  3. Livros latgalianos bibliografia
  4. "Latgales kultūras centra izdevniecība"
  5. Jānis Elksnis
  6. «Cópia arquivada». Consultado em 27 de novembro de 2005. Arquivado do original em 7 de março de 2005 

Ligações externasEditar