Abrir menu principal

Língua mansi

língua
Mansi (маньси/моаньсь man'si/moan's')
Falado em:  Rússia
Total de falantes: 2,746 (2002)[1]
Família: Urálica
 Fino-úgrica
  Mansi
Códigos de língua
ISO 639-1: --
ISO 639-2: ---
ISO 639-3: mns

Língua mansi é a linguagem do povo Mansi. É falada em territórios da Rússia em torno do Rio Ob e seus afluentes, incluindo o distrito autônomo de Khântia-Mânsia e o Oblast de Sverdlovsk. De acordo com o censo de 2002, havia 2 746 falantes de mansi na Rússia.[1]

FonologiaEditar

ConsoantesEditar

Consoantes Mansi [2]
Labial Alveolar Alveolo-
Palatal
Pós-
alveolar
Velar
Plana Labializada
Nasal oclusiva /m/
м
/n/
н
/nʲ/
нь
/ŋ/
ӈ
/ŋʷ/
ӈв
Oclusiva /p/
п
/t/
т
/tʲ/
ть
/k/
к
/kʷ/
кв
Africada /tsʲ/ [1]
~
/sʲ/
сь
Fricativa /s/
с
/ʃ/ [2]
ш
/x/ [3] /ɣ/
х г
/xʷ/ [3] *ɣʷ [4]
хв (в)
Semivogal /j/
й
/w/
ў, в
Lateral aproximante /l/
л
/lʲ/
ль
Vibrante /r/
р

O inventário apresentado aqui é uma coleção a de segmentos encontrados nas variedades Mansi. Algumas observações:

  1. / tsʲ / foi encontrada apenas no Mansi Meridional e corresponde a / sʲ / nas outras variedades.
  2. / ʃ / está ausente na maioria dos dialetos dos grupos do Norte e do Leste, tendo se fundido em / s /.
  3. As fricativas de velares surdas / x /, / xʷ / são encontradas apenas no grupo do Norte e no dialeto de Konda Inferior do grupo Oriental, resultante de aspiração de * k, * kʷ adjacentes às vogais posteriores originais.
  4. De acordo com Honti, um contraste entre * we * poderia ser reconstruído, mas isso não aparece em nenhuma das variedades atestadas.
  5. O contraste de labialização entre velares remonta ao Proto-Mansi, mas foi em várias variedades reforçadas pela labialização de velares adjacentes às vogais arredondadas. Em particular, Proto-Mansi * yK → Núcleo Mansi * æKʷ (uma forma de trans-fonologização).

VogaisEditar

Os sistemas de vogais em Mansi mostram grande variedade. Como era típico das línguas urálicas, muitas outras distinções vocálicas eram mais possíveis nas sílabas iniciais, tônicas do que nas não-tônicas. Podem ser encontrados até 19 contrastes tônicos de vogais nos dialetos ocidental e oriental, enquanto que Mansi do norte tem um sistema muito reduzido, em grande parte simétrico de 8 vogais, embora sem ** ** / e / e longo * * / iː /:

AlfabetosEditar

A primeira publicação da língua Mansi escrita foi uma tradução do Evangelho de Mateus publicada em Londres em 1868. Em 1932, uma versão do alfabeto latino foi introduzida com pouco sucesso. O antigo alfabeto latino:

A, B, C, D, E, F, G, H, Ꜧ, I, J, K, L, Ļ, M, N, Ņ, Ŋ, O, P, R, S, S, T, Ţ, U, V, Z, Ь

Em 1937, o alfabeto cirílico substituiu o Latino.

As letras destacadas, e Г com valor /ɡ/, são usadas somente em palavras de origem estrangeira..
А
/a/
А̄
/aː/
Б
/b/
В
/◌ʷ/
Г
/ɡ/, /ɣ/
Д
/d/
Е
/ʲe/
Е̄
/ʲe:/
Ё
/ʲo/
Ё̄
/ʲo:/
Ж
/ʒ/
З
/z/
И
/i/
Ӣ
/i:/
Й
/j/
К
/k/
Л
/l/, /ʎ/
М
/m/
Н
/n/, /ɲ/
Ӈ
/ŋ/
О
/o/
О̄
/o:/
П
/p/
П
/p/
Р
/r/
С
/s/
Т
/t/
У
/u/
Ӯ
/uː/
Ф
/f/
Х
/χ/
Ц
/t͡s/
Ч
/t͡ʃʲ/
Ш
/ʃ/
Щ
/ʃʲtʃʲ/
Ъ
/-/
Ы
/ɪ/
Ы̄
/ɪ:/
Ь
/◌ʲ/
Э
/ə~ɤ/
Э̄
/ə~ɤ:/
Ю
/ʲu/
Ю̄
/ʲu:/
Я
/ʲa/
Я̄
/ʲa:/
[carece de fontes?]

NumeraçãoEditar

# Mansi Setentrional Húngaro
1 аква (akʷa) egy
2 китыг (kitiɣ) kettő
3 хурум (xuːrəm) három
4 нила (ɲila) négy
5 ат (at) öt
6 хот (xoːt) hat
7 сат (saːt) hét
8 нёллов (ɲololow) nyolc
9 онтэллов (ontolow) kilenc
10 лов (low) tíz
20 хус (xus) húsz
100 сат (saːt/janiɣsaːt) száz
1000 сотэр (soːtər) ezer

Os números 1 e 2 também têm formas atributivas: акв (1) e кит (2); comparando com o Húngaro két, e antigo Húngaro "kit").

ExemplosEditar

ам хул алысьлаӈкве минасум. – Eu fui pescar (literalmente "Eu pescar fui").

Comparação com HúngaroEditar

Aqui estão algumas frases em Mansi Setentrional (transcrição do IPA) e Húngaro, que demonstram bem a relação entre o Húngaro e o Mansi.

Mansi Norte Pronúncia aprox. conf. Húngaro Húngaro Português
ˈxuːrəm neː ˈwitnəl ˈxuːlpəl xus xuːl ˈpuːɣi. Húrem né vitnel húlpel husz húl púgi Három nő a vízből hálóval húsz halat fog. Três mulheres estão pegando vinte peixes com uma rede da água.
ˈxuːrəm-saːt-xus ˈxulax-sam ˈampəm ˈwitn̩ ˈoːli Húrem-szát-husz hulah-szam ampem viten óli Háromszázhúsz holló szemű ebem vízen él. Os trezentos e vinte cães meus com olhos de corvos vivem na água.
luː ˈlaːɕal ˈmini toː ˈseːln̩ Lú lásal mini tó szélen Ló lassan megy a tó szélén. Um cavalo caminha lentamente ao lado do lago.

VariantesEditar

 
Dialetos do Mansi e do Khanti).
  Mansi Setentrional
   Mansi Ocidental e Meridional
  Mansi Oriental

O dialeto base da língua Mansi é o dialeto Sosva, um representante do dialeto do norte. A discussão abaixo é baseada no idioma padrão. Corrigido ordem das palavras é típico em Mansi. Adverbial se particípio s desempenham um papel importante na construção sentença. A língua escrita foi publicada pela primeira vez em 1868 e revisada usando um formulário de script cirílico em 1937.

Mansi é subdividido em quatro grupos principais que são, em grande parte, inteligibilidade mútua mutuamente ininteligíveis e, portanto, melhor considerados quatro idiomas. Uma divisão primária pode ser configurada entre a variedade do sul e o restante. Também são compartilhadas várias características entre as variedades ocidental e oriental, enquanto algumas mudanças sonoras posteriores se difundiram entre leste e norte (e também são encontradas em alguns dialetos vizinhos do [idioma nativo | Khanty do norte] ao leste).

Dialetos individuais são conhecidos de acordo com os rios nas proximidades dos quais seus falantes vivem (d): [3]

Proto-Mansi

‘‘‘Mansi Meridional’‘‘ (Rio Tavda) ()


Mansi Meridional
Mansi Central
‘‘‘Mansi Ocidental’‘‘ ()

Rio Pelym



Vagilsk do Norte



Vagilsk do Sul



Baixo Rio Lozva



Lozva Médio



‘‘‘Mansi do Leste’‘‘ (Rio Konda)

Konda inferior



Konda do meio



Konda superior



Jukonda




‘‘‘Mansi do Norte’‘‘

Lozva superior



Rio Severnaya Sosva



Sygva



Ob





Os sub-dialetos dados acima são aqueles que ainda eram falados no final do século XIX e início do século XX e foram documentados em fontes linguísticas em Mansi. Registros pré-científicos do século XVIII e início do século XIX também existem de outras variedades de Mansi Ocidental e do Sul, faladas mais a oeste: o Rio Tagil, Rio Tura e Rio Chusovaya dialetos do sul[4] e os dialetos ocidentais Rio Vishera River (Perm Krai).[5]

Os dois dialetos mencionados pela última vez foram, portanto, falados nas encostas ocidentais dos montes Urais, onde também várias fontes russas documentam os assentamentos de Mansi. Evidências de nomes de locais foram consideradas para sugerir a presença de Mansi se deslocando ainda mais ao oeste em épocas anteriores,[6] embora isso tenha sido criticado por ser pouco fundamentado.[7]

O Mansi tem fortes influências das línguas russa, komi, nenets e khanty setentrional e constitui a base do Mansi literário. Não há caso acusativo; isto é, os papéis nominativo e acusativo não estão marcados no substantivo. * / æ / e * / æː / foram apoiados em [a] e [aː].

Mansi ocidental foi extinto por volta de 2000. Tinha fortes influências russas e komi; as diferenças de dialeto também foram consideráveis. [8] Vogais longas foram ditongadas.

Mansi Oriental é falado por 100 a 200 pessoas. Tem influência de Khanty e Tatar. Existe harmonia vocálica e o * / æː / é o [œː], frequentemente ditongado.

Mansi Meridional foi registrado a partir da área isolada das outras variedades Mansi. Por volta de 1900, existiam algumas centenas de falantes; nos anos 60, era falado apenas por alguns falantes idosos, [9] e desde então foi extinto. Tinha forte influência tártara e exibia vários arcaísmos, como harmonia vocálica, retenção de / y / (em outros lugares, mesclada com * / æ /), / tsʲ / (em outro local não é africada para / sʲ /), / æː / (em outro local diante de / aː / é ditongado) e / ɑː / (em outro lucal elevado para / oː /).

GramáticaEditar

Mansi é uma língua aglutinante, suas frases são sujeito-objeto-verbo (SOV).[10]

ArtigosEditar

Existem dois artigos em Mansi: o definido 'ань' (aɲ), que também significa "agora" quando colocado antes dos verbos, e o indefinido 'акв' (ak), literalmente "um".[11]

SubstantivosEditar

Não há gênero gramatical. Mansi distingue entre singular, dual e plural. Existem seis [asos gramaticais. A posse é expressa usando-se sufixos possessivos, por exemplo '-зм' , que significa "meu".

CasosEditar

Example with: пут /put/ (cauldron)

caso singular dual plural --- nom. 'пут'
put
'путыг'
putɪɣ
'путэт'
putət
--- loc. 'путт'
putt
'путыгт'
putɪɣt
'путэтт' '
putətt
--- lat. 'путн'
putn
'путыгн'
putɪɣn
'путэтн'
putətn
--- abl. 'путнэл'
putnəl
'путыгнэл'
putɪɣnəl
'путэтнэл'
putətnəl
--- trad. 'путыг'
putɪɣ
- - --- instr. 'путэл'
putəl
'путыгтэл'
putɪɣtəl
'путэтэл'
putətəl

Os casos ausentes podem ser expressos usando pós-posições, como 'халнэл' (χalnəl, 'sem, fora), 'саит' (sait, 'após, atrás'), etc.

VerbosEditar

A conjugação de Mansi tem três pessoas, três números, dois tempos e quatro modos. Vozes ativas e passivas existem.

As conjugações intransitivas e transitivas são distinguidas. Isso significa que existem duas maneiras possíveis de conjugar um verbo. Quando o falante se conjuga de forma intransitiva, a sentença não tem objeto concreto (nesse caso, o objeto é nada ou algo como alguma coisa, qualquer coisa ). Na conjugação transitiva, há um objeto concreto. Esse recurso também existe nos outros línguas úgricas.

TemposEditar

Mansi a sufixos para expressar o tempo. O sufixo de tempo precede o sufixo pessoal.

Tempo Sufixo Exemplo
-

Presente

- 'г' (lat. [12] -g ) мина 'г' ум (lat. mina 'g' um - Eu vou ) - Passado - 'с' (lat. -s ) мина 'с' ум ( mina 's' um - Eu fui ) -

A linguagem não tem tempo futuro; o futuro é expresso de outras maneiras

ModosEditar

Existem quatro modos em Mansiu: Indicativo, Condicional, Imperativo e Precativo.

O humor indicativo não tem sufixo. O modo imperativo existe apenas na segunda pessoa.

Sufixos de pessoaEditar

The suffixes are the following:

Person Singular Dual Plural
-ум -умен -ув
-эн -эн -эн
(sem sufixo) -ыг -эт

Assim, a conjugação do verbo мина (lat. Mina [go]), no tempo passado (lembre-se do sufixo -с):

Pessoa Singular Dual Plural
минасум (minasum) минасумен (minasumen) минасув (minasuv)
минасэн минасэн минасэн
минас минасыг минасэт

Voz ativa - passivaEditar

Os verbos têm voz ativa e passiva. A voz ativa não tem sufixo; o sufixo para expressar o passivo é -ве-.

Az igeragozás három személyt, három számot, két igeidőt (jelen: , múlt: ), 4 igemódot (kijelentő, feltételes, felszólító, kedveskedő), alanyi és tárgyas ragozást különböztet meg és van cselekvő / szenvedő (utóbbi: -ве-) aspektus különbség. Felszólító mód csak második személyben létezik.

Példák: минасум (mentem), минасэн (mentél), (ment), минасумен (mi ketten mentünk), минасэн (ti ketten mentetek), минасыг (ők ketten mentek), минасув (mi mentünk), минасэн (ti mentetek), минасэт (ők mentek); тотыкен (hozzál, kedves), тоторисюм (nehezemre esik, de én hozok).

Prefixos verbaisEditar

Prefixos verbais são usados para modificar o significado do verbo de maneiras concretas e abstratas. Por exemplo, com o prefixo 'эл-' (el-) (ausente, desativado), o verbo 'мина' (mina) (ir) se torna 'элмина' '(elmina), o que significa "ir embora". Surpreendentemente, isso se aproxima dos equivalentes húngaros: el- (distância) e menni (ir), onde elmenni é ir embora

ēl (a) - 'para a frente, para a frente, para longe'

- jōm- 'ir, andar' ēl-jōm- 'ir embora / ligar' - final- 'vender' ēl-tinal- 'vender'

χot - 'direção longe de algo e outras nuances da intensidade da ação'

- min- 'ir' χot-min- 'ir embora, oclusiva' - roχt- 'ficar assustado' χot-roχt- 'assustar-se repentinamente'

NotasEditar

  1. a b www.suri.ee
  2. a b Honti 1998, p. 335.
  3. Honti 1998, pp. 327–328.
  4. Gulya, Janos (1958). «Egy 1736-ból származó manysi nyelvemlék». Nyelvtudományi Közlemények (60): 41–45 
  5. Kannisto, Artturi (1918). «Ein Wörterverzeichnis eines ausgestorbenen wogulischen Dialektes in den Papieren M. A. Castréns». Suomalais-Ugrilaisen Seuran Aikakauskira (30/8) 
  6. Kannisto, Artturi (1927). «Über die früheren Wohngebiete der Wogulen». Finnisch-Ugrische Forschungen (XVIII): 57–89 
  7. Napolskikh, Vladimir V. (2002). «"Ugro-Samoyeds" in Eastern Europe?». Finnisch-Ugrische Mitteilungen (24/25): 127–148 
  8. Kálmán 1965, pp. 4-5.
  9. Kálmán 1965, pp. 4–5.
  10. Grenoble, Lenore A (2003). Language Policy in the Soviet Union. [S.l.]: Springer. p. 14. ISBN 978-1-4020-1298-3 
  11. Мансийский (вогульский) язык, р. 200
  12. * lat .: com script em latim.

BibliografiaEditar

  • Nyelvrokonaink. Teleki László Alapítvány, Budapest, 2000.
  • A világ nyelvei. Akadémiai Kiadó, Budapest
  • Honti, László (1998). «ObUgrian». In: Abondolo, Daniel. The Uralic Languages 
  • Kálmán, Béla (1965). Vogul Chrestomathy. Col: Indiana University Publications. Uralic and Altaic Series. 46. The Hague: Mouton 
  • Kulonen, Ulla-Maija (2007). Itämansin kielioppi ja tekstejä. Col: Apuneuvoja suomalais-ugrilaisten kielten opintoja varten (em Finnish). XV. Helsinki: Suomalais-Ugrilainen Seura. ISBN 978-952-5150-87-2 
  • Munkácsi, Bernát and Kálmán, Béla. 1986. Wogulisches Wörterbuch. Akadémiai Kiadó, Budapest. [In German and Hungarian.]
  • Riese, Timothy. Vogul: Languages of the World/Materials 158. Lincom Europa, 2001. ISBN 3-89586-231-2
  • Ромбандеева, Евдокия Ивановна. Мансийский (вогульский) язык, Russian Academy of Sciences, Institute of Linguistics, 1973. [In Russian.]

Ligações externasEditar

  Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.