Abrir menu principal
Lúcio Publílio Filo Vulsco
Tribuno consular da República Romana
Tribunato 400 a.C.

Lúcio Publílio Filo Vulsco ou Lúcio Publílio Filão Vulsco (em latim: Lucius Publilius Philo Vulscus) foi um político da gente Publília nos primeiros anos da República Romana, eleito tribuno consular em 400 a.C..

Índice

IdentificaçãoEditar

Lúcio Publílio é classificado equivocadamente por Lívio como um patrício, pois a gente Publília era, sem dúvidas, plebeia. Lívio também o chama simplesmente de "L. Publilius Volscus", mas, nos Fastos Capitolinos, aparece que "Filão" (Philo) também foi um de seus epítetos[1].

A gente Publília reivindicava descender do célebre Volerão Publílio, tribuno da plebe em 472 a.C., e, por isso, os tribunos consulares de 400 e 399 a.C., chamados "Philones", alegavam ser netos dele.

Tribunato consular (400 a.C.)Editar

Em 400 a.C., foi eleito tribuno consular com Públio Mélio Capitolino, Lúcio Titínio Pansa Saco, Públio Licínio Calvo Esquilino, Espúrio Fúrio Medulino e Públio Mânlio Vulsão. Lívio, contudo, nomeia um Lúcio Fúrio e não Espúrio Fúrio[1]. Segundo Lívio, Públio Licínio foi o primeiro plebeu a ser eleito tribuno consular[1], uma afirmação contestada por alguns historiadores modernos[2].

Roma reconquistou Anxur (Terracina) dos volscos[3].

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c Lívio, Ab Urbe Condita V, 12
  2. Jacques Heurgon, Rome et la Méditerranée occidentale jusqu'aux guerres puniques, Paris, PUF, 1993, p. 286
  3. Lívio, Ab Urbe Condita V, 2, 13.

BibliografiaEditar

  • T. Robert S., Broughton (1951). The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I, número XV. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas