Públio Licínio Calvo Esquilino

Disambig grey.svg Nota: Não confundir com seu filho, Públio Licínio Calvo Esquilino, tribuno consular em 396 a.C..

Públio Licínio Calvo Esquilino (em latim: Publius Licinius Calvus Esquilinus) foi um político da gente Licínia nos primeiros anos da República Romana eleito tribuno consular em 400 a.C.. Públio Licínio Calvo Esquilino, tribuno consular em 396 a.C., era seu filho.[1]

Públio Licínio Calvo Esquilino
Tribuno consular da República Romana
Tribunato 400 a.C.

Segundo Lívio, era um simples senador que foi o primeiro plebeu a ser eleito tribuno consular,[2] uma afirmação contestada por alguns historiadores modernos.[3]

Tribunato consular (400 a.C.)Editar

Em 400 a.C., foi eleito tribuno consular com Públio Mânlio Vulsão, Lúcio Titínio Pansa Saco, Públio Mélio Capitolino, Espúrio Fúrio Medulino e Lúcio Publílio Filão Vulsco. Lívio, contudo, nomeia um Lúcio Fúrio e não Espúrio Fúrio.[2]

Roma reconquistou Anxur (Terracina) dos volscos.[4]

Renúncia (396 a.C.)Editar

Públio Licínio foi eleito uma segunda vez em 396 a.C., mas renunciou ao mandato em favor do filho, Públio Licínio Calvo Esquilino.

«Se, contudo, meus colegas, vocês escolherem a mesma pessoa por acreditarem que ele terá melhorado por causa do peso da experiência, em, pelo contrário, jamais encontrarão o mesmo Públio Licínio de outrora, pois daquele homem atualmente resta apenas uma sombra e um nome. O corpo não tem força, visão e audição enfraqueceram, a memória falha e a clareza mental se foi". Então, abraçando seu filho, acrescentou: "Aqui está um jovem que é o retrato perfeito do homem que há muito tempo vocês acharam por bem ser o primeiro plebeu a receber o cargo de tribuno militar. Este jovem, que eu criei de acordo com os meus princípios de vita, lhes ofereço e consagro ao país como meu legítimo substituto e lhe imploro, ó Quirites, entregue a ele, que o quer, e para o qual acrescento a minha recomendação, o cargo que me foi oferecido sem que eu o tenha solicitado.»
 
Lívio, Ab Urbe Condita V, 2, 18[1].

Ver tambémEditar

Tribuno consular da República Romana
 
Precedido por:
'Lúcio Júlio Julo

com Marco Fúrio Camilo
com Lúcio Valério Potito IV
com Mânio Emílio Mamercino III
com Cneu Cornélio Cosso
com Cesão Fábio Ambusto II

Públio Licínio Calvo Esquilino
400 a.C.

com Públio Mânlio Vulsão
com Lúcio Titínio Pansa Saco
com Públio Mélio Capitolino
com Espúrio Fúrio Medulino
com Lúcio Publílio Filão Vulsco

Sucedido por:
'Cneu Genúcio Augurino

com Lúcio Atílio Prisco
com Marco Pompônio Rufo
com Caio Duílio Longo
com Marco Vetúrio Crasso Cicurino
com Volerão Publílio Filão


Referências

  1. a b Lívio, Ab Urbe Condita V, 2, 13
  2. a b Lívio, Ab Urbe Condita V, 12
  3. Jacques Heurgon, Rome et la Méditerranée occidentale jusqu'aux guerres puniques, Paris, PUF, 1993, p. 286
  4. Lívio, Ab Urbe Condita V, 2, 13.

BibliografiaEditar

  • T. Robert S., Broughton (1951). «XV». The Magistrates of the Roman Republic. Volume I, 509 B.C. - 100 B.C. (em inglês). I. Nova Iorque: The American Philological Association. 578 páginas