Largo do Corpo Santo (Recife)

O Largo do Corpo Santo foi um importante logradouro da cidade brasileira do Recife, capital de Pernambuco. Nele ficavam o Pelourinho e a Igreja do Corpo Santo.[1][2][3]

Largo do Corpo Santo
Antigos Largo e Igreja do Corpo Santo em 1863, por Luis Schlappriz.
Geografia
País Brasil
Local Recife, Pernambuco,
 Brasil

Foi um dos conjuntos coloniais demolidos no contexto da modernização da capital pernambucana ocorrida no início do século XX.[1]

HistóriaEditar

 
Trabalhos de demolição do Largo e Igreja do Corpo Santo, 1913.

O Largo do Corpo Santo, assim como a Igreja do Corpo Santo, surgiu com a povoação do Recife, ainda no século XVI. A primeira representação gráfica confirmada é do ano de 1609, e uma estampa de 1631 mostra a igreja voltada para o mar com o largo na frente da fachada, no atual Bairro do Recife. De 1630 a 1654, período da dominação holandesa em Pernambuco, a Igreja do Corpo Santo foi transformada no principal templo calvinista do Recife e da Cidade Maurícia (hoje, bairros de Santo Antônio e São José), ganhando uma torre gótica semelhante à das igrejas neerlandesas.[2]

No dia 18 de novembro de 1711, logo após o fim da Guerra dos Mascates, foi instalado no largo o Pelourinho do Recife. Ainda no século XVIII, a Igreja do Corpo Santo foi ampliada, ganhando uma fachada em pedra lioz no estilo neoclássico inspirada na Igreja de Santo Estêvão de Lisboa.[3][2]

Em 1913, o conjunto arquitetônico foi demolido para a construção da Avenida Marquês de Olinda.[1][2]

Ver tambémEditar

Referências

  1. a b c «Histórico do bairro do Recife». Prefeitura do Recife. Consultado em 2 de fevereiro de 2017 
  2. a b c d «No século 17, prédio foi principal local de culto calvinista no Recife». Jornal do Commercio. Consultado em 2 de fevereiro de 2017. Arquivado do original em 14 de novembro de 2004 
  3. a b «Institucional». Câmara Municipal do Recife. Consultado em 2 de fevereiro de 2017